PUBLICIDADE
Esportes

Carille trabalha bola aérea defensiva e volta a testar Camacho e Clayson

O técnico Fábio Carille segue fazendo testes para definir o time que jogará o clássico contra o Palmeiras no próximo domingo, em Itaquera, em duelo decisivo pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim como havia feito na quarta-feira, o comandante utilizou time diferente em relação ao que vinha atuando. Novamente, Maycon e Jadson treinaram entre [?]

13:30 | 02/11/2017

O técnico Fábio Carille segue fazendo testes para definir o time que jogará o clássico contra o Palmeiras no próximo domingo, em Itaquera, em duelo decisivo pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Assim como havia feito na quarta-feira, o comandante utilizou time diferente em relação ao que vinha atuando.

Novamente, Maycon e Jadson treinaram entre os reservas, com o volante Camacho e o atacante Clayson ganhando lugar. Assim, a equipe que trabalhou como titular teve: Cássio; Fagner (Léo Príncipe entrou após o camisa 23 levar pancada no tornozelo), Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Camacho; Rodriguinho, Romero e Clayson; Jô.

A expectativa é de que estes sejam os 11 que iniciarão o duelo, mas Carille também testou formação mais ofensiva, que tende a ser utilizada caso o Timão esteja perdendo o Derby e precisando se lançar ao ataque com mais peças.

Assim, em determinado momento da atividade, o treinador tirou Gabriel para a volta de Jadson, em escalação semelhante a que terminou o jogo contra a Ponte Preta, quando os alvinegros sofreram derrota por 1 a 0.

Na parte final, o técnico corintiano ainda demonstrou preocupação com a bola aérea defensiva, que vem sendo um problema da retaguarda nas últimas rodadas. Ele separou os atletas que devem ser titulares e treinou exaustivamente lances de bolas alçadas na área. Clayson foi o responsável pelos cruzamentos.

Com 59 pontos, o Corinthians lidera o Campeonato Brasileiro, apesar das quatro rodadas sem vitórias, com apenas um empate e ainda três derrotas. O Palmeiras vem atrás com 54. Por isso, o Derby ganhou ainda mais valor.

Em caso de vitória, os alvinegros voltam a abrir vantagem considerável (oito pontos), já que restarão apenas seis partidas para o final da competição. Por outro lado, se sair derrotado em casa, o Timão verá a diferença cair para dois pontos.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS