PUBLICIDADE
Esportes

Andrés quer Ronaldo em sua gestão caso seja eleito presidente

Andrés Sanchez deverá contar com um reforço de peso para sua nova gestão no Corinthians caso ganhe as eleições presidenciais: o ex-atacante Ronaldo. Mandatário do Timão entre 2007 e 2011, o Deputado Federal filiado ao PT elogiou a conduta do ex-jogador do Timão e crê que ele tem capacidade para ocupar um cargo importante no [?]

22:00 | 06/11/2017

Andrés Sanchez deverá contar com um reforço de peso para sua nova gestão no Corinthians caso ganhe as eleições presidenciais: o ex-atacante Ronaldo. Mandatário do Timão entre 2007 e 2011, o Deputado Federal filiado ao PT elogiou a conduta do ex-jogador do Timão e crê que ele tem capacidade para ocupar um cargo importante no clube durante seu mandato.

?Se eu for candidato e conseguir ganhar as eleições, Ronaldo fenômeno vai estar no Corinthians. O cargo vamos ver depois, mas será um cargo alto pela capacidade dele?, disse Andrés Sanchez ao site da Espn.

Foi justamente Andrés quem trouxe Ronaldo para o Corinthians, em 2008. Retornando para a primeira divisão, o Timão apresentou o atacante no gramado do Parque São Jorge para milhares de torcedores em um dia que a Fiel certamente não se esquecerá. A parceria deu tão certo que agora o ex-presidente alvinegro planeja tê-lo novamente trabalhando no clube, agora fora das quatro linhas.

Por sinal, Ronaldo trouxe benefícios ao Corinthians tanto esportivamente, como nos bastidores. Depois da chegada do camisa 9 o Timão não só conquistou o Campeonato Paulista de maneira invicta e a Copa do Brasil, mas também viabilizou a construção do Centro de Treinamento Joaquim Grava.

?O Ronaldo nunca esteve longe do Corinthians. É uma pessoa que sempre contribuiu, que sempre que esteve perto do Corinthians agiu muito positivamente e é muito competente no que faz?, completou o ex-presidente do Timão.

Recentemente Ronaldo chegou a se oferecer para trabalhar juntamente com o Corinthians. Através de sua empresa, a Octagon, o ex-atacante sugeriu de buscar potenciais patrocinadores ao clube, no entanto, ao pedir exclusividade na função, o Timão preferiu não se comprometer, negando a parceria.

Embora não tenha oficializado sua candidatura, o que deve acontecer, no máximo, até o próximo dia 15, Andrés Sanchez é um dos principais nomes da corrida eleitoral corintiana. Além dele, Antônio Roque Citadini, que perdeu a última eleição para Roberto de Andrade, Osmar Stábile, Felipe Exabella e Romeu Tuma Júnior também deverão concorrer ao pleito. As eleições acontecem em fevereiro do ano que vem.

Gazeta Esportiva

TAGS