PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians se divide em otimismo e atenção após nova derrota

O time Corinthians mais uma vez saiu derrotado de campo e segue com uma campanha muito ruim no segundo turno do Campeonato Brasileiro após perder por 2 a 1 para o Botafogo, na noite de segunda-feira, no Nilton Santos. Em meio à queda de produção dos titulares e à aproximação de Santos e Palmeiras, o [?]

06:30 | 24/10/2017

O time Corinthians mais uma vez saiu derrotado de campo e segue com uma campanha muito ruim no segundo turno do Campeonato Brasileiro após perder por 2 a 1 para o Botafogo, na noite de segunda-feira, no Nilton Santos. Em meio à queda de produção dos titulares e à aproximação de Santos e Palmeiras, o Alvinegro alternou entre o otimismo pelo título nacional e os pedidos por mais atenção daqui para frente.

?Claro que vai chegando em um momento do campeonato que a pressão aumenta?, começou o técnico Fábio Carille, que não se conformou em perder um jogo levando dois gols originados de escanteios, jogada que ele trabalha quase que diariamente no CT Joaquim Grava.

?É um trabalho que tem que fazer assim, mas o principal é ir para o campo e fazer da melhor forma. O que deixa chateado é tomar dois gols de bola parada, algo que eu trabalho tanto?, avaliou o comandante, que viu alguns dos atletas mostrarem certo incômodo com a ausência das vitórias. Nos últimos três jogos, o Timão só conseguiu somar um ponto na tabela de classificação.

Quem apareceu na contramão dos pedidos por ?atenção? foi o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto. Confiante no trabalho de Carille e de todo o elenco, ele fez questão de assegurar que o título será celebrado no final do ano, ?para desespero dos rivais?.

?Vamos partir para ganhar o jogo da Ponte, se não der, ganhamos o próximo. O Corinthians não vai perder a cabeça, está no caminho certo e fatalmente vai ser campeão?, comentou o dirigente, que viu os rivais Palmeiras e Santos se aproximarem na tabela de classificação com o mau desempenho recente. Agora, a diferença para ambos é de seis pontos.

?Trabalho e seriedade. Não vejo outro caminho. Gosto de falar pouco, mas ser direto no que eu quero. É ir para o campo e deixar as coisas bem determinadas?, corroborou Carille, que terá quase uma semana até o jogo contra a Ponte Preta, no domingo, às 17h (de Brasília), no Moisés Lucarelli, para preparar a escalação.

Gazeta Esportiva

TAGS