Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Clássico-Rei pela Copa do Brasil tem operação definida

Reunião no Castelão, com Fortaleza, Ceará e órgãos envolvidos, definiu o esquema de segurança e demais detalhes do Clássico-Rei, que será válida pela Copa do Brasil

O primeiro Clássico-Rei das oitavas de final da Copa do Brasil, que acontece nesta quinta-feira, 22, terá operação idêntica ao encontro mais recente entre Fortaleza e Ceará, pela Série A do Brasileiro. Com o Tricolor novamente mandante, apenas o setor norte, partes superior e inferior, ficará disponível para torcedores do Vovô.

Dos 63.904 lugares disponíveis, 18.442 estão destinados aos alvinegros (cerca de 30%). Os ingressos para torcida mandante e visitante já estão à venda. Torcedores do Ceará poderão deixar o estádio até 30 minutos do segundo tempo ou terão que esperar na arquibancada até 60 minutos após o fim da partida.

O esquema de segurança contará com 451 policiais militares, sendo 250 na parte interna e 201 na parte externa. Dentro do estádio, mais 300 seguranças particulares vão estar espalhados pelos setores. O plano de ação conta ainda com 19 policiais civis, 24 bombeiros e 58 guardas municipais.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para ajudar no trânsito, 30 agentes da AMC vão trabalhar no entorno do Castelão. A bilheteria 2 da praça esportiva estará fechada para evitar o encontro entre torcidas, mas haverá venda de ingressos (se sobrarem) no local, no dia do jogo.

Os portões do estádio vão ser abertos às 17 horas e 80 catraqueiros serão colocados nas entradas para agilizar o acesso das torcidas. A venda de bebidas alcoólicas é vedada em Clássicos-Rei por força de lei estadual.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar