Participamos do

Atlético-CE perde para o Campinense por 3 a 1 e está eliminado da Série D

Após empate por 1 a 1 no jogo de ida, Águia da Precabura é derrotada pelo time paraibano no estádio Amigão, em Campina Grande (PB) e se despede nas semifinais da competição nacional
18:25 | Out. 30, 2021
Autor Martonio Carvalho
Foto do autor
Martonio Carvalho Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Atlético Cearense foi derrotado pelo Campinense-PB pelo placar de 3 a 1 na tarde deste sábado, 30, no estádio Amigão, em Campina Grande (PB) e se despediu da Série D do Campeonato Brasileiro nas semifinais da competição. Após o empate por 1 a 1 no jogo de ida, a Águia da Precabura precisava de uma vitória simples para chegar à decisão do certame, mas acabou eliminada por 4 a 2 no placar agregado.

Apesar da eliminação, a equipe atleticana encerra a participação na Série D com sua melhor campanha na história da Quarta Divisão e com vaga garantida na Terceirona em 2022. Já a Raposa segue viva na luta pelo título e agora espera o confronto entre Aparecidense-GO e ABC-RN para saber qual das equipes será a sua adversária na final da competição. O time goiano está em vantagem após vencer o primeiro jogo da semifinal por 4 a 2 e poderá perder por até um gol de diferença para conseguir a classificação. 

O Jogo

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Jogando com o apoio da sua torcida, o Campinense tomou a iniciativa do jogo e teve mais presença no campo ofensivo no começo da partida. Nos primeiros 10 minutos, a Raposa chegou duas vezes com bastante perigo. Marcelinho, em arremate de fora da área, e Mateus Régis, em chute cruzado que obrigou o goleiro Carlão a fazer ótima defesa, quase marcaram para a equipe da casa.

O Atlético-CE adotou uma postura mais defensiva e tentou explorar os contra-ataques. A estratégia quase deu certo aos 18 minutos. Erick Pulga deu belo passe para Ewerton Potiguar, o atacante invadiu a área com a bola dominada, mas foi travado na hora do chute.

No lance seguinte, o Campinense fez valer o seu volume de jogo e abriu o placar. Após cruzamento para área, Fábio Lima tocou de cabeça para Anselmo e o atacante, livre de marcação, só teve o trabalho de completar para o gol, aos 20 minutos da primeira etapa.

A resposta da Água da Precabura não demorou para acontecer. Aos 32 minutos, após jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Dudu Itapajé deu passe na medida para Erick Pulga chutar da marca do pênalti e empatar o jogo para a equipe cearense.

Após o gol de empate, o Atlético equilibrou o jogo e chegou a ter a chance da virada em cabeçada de Dudu Itapajé, mas o goleiro Mauro Iguatu fez boa defesa e espalmou para escanteio.

No segundo tempo, o jogo permaneceu movimentado nos minutos iniciais, mas sem grandes chances de gol para as duas equipes. O Campinense cresceu de produção após as substituições e passou a dominar as ações ofensivas a partir dos 20 minutos da etapa final.

A Raposa marcou o segundo gol em jogada que teve a participação de dois jogadores que saíram do banco de reservas. Aos 34 minutos, Dione foi à linha de fundo e fez o cruzamento para a área, a bola passou por toda a extensão da pequena área até encontrar o atacante Marcus Nunes, que tocou de cabeça para colocar a Raposa novamente na frente.

Em desvantagem no placar, o Atlético tentou pressionar nos minutos finais, mas não conseguiu criar grandes chances e ainda sofreu o terceiro gol nos acréscimos. Aos 46 minutos, Marcus Nunes fez bela jogada individual e bateu de fora da área para fazer o seu segundo gol no jogo e balançar as redes pela última vez na partida.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags