Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

Ferroviário empata com o Manaus fora de casa e mantém chance de classificação na Série C

O placar de 1 a 1 não era bem o planejada, mas com ele o Tubarão chegará na última rodada da primeira fase da Série C com chances reais de classificação para a etapa dos quadrangulares
19:10 | Set. 19, 2021
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Não foi do jeito que os corais queriam, mas o Ferroviário conseguiu trazer pelo menos um ponto do duelo contra o Manaus, fora de casa, ao empatar em 1 a 1, na tarde deste domingo, 19. O resultado deixou o Tubarão vivo na briga por uma vaga no G-4 do Grupo A. 

No próximo fim de semana, na última rodada da primeira fase da Série C, a equipe coral precisa vencer o Floresta e ficar de olho nos outros resultados para avançar para a fase que vale acesso à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. As partidas vão começar todas às 17 horas.

No estádio Ismael Benigno, neste domingo, Ferroviário e Manaus fizeram um jogo de oportunidades para os dois lados. O Tubarão começou melhor e poderia ter saído na frente se o cruzamento de Berguinho, para o meio da grande área, onde tinham jogadores corais, não tivesse sido cortado pela zaga ou se o chute cruzado de Lázaro fosse um pouco menos para a esquerda.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Gavião Real também teve uma chance clara com Guilherme, que só não desviou para o gol o cruzamento rasteiro na pequena área porque a defesa do Ferrão chegou um segundo antes e mandou para escanteio. Foi na bola parada, porém, que o Manaus abriu o placar. Aos 19, Daniel Costa cobrou falta da esquerda, os zagueiros Luiz Fernando, do time da casa, e Richardson, do Ferroviário, subiram para tentar cabeçada, a bola raspa em ambos e o goleiro Rafael não conseguiu defender. O tento acabou ficando na conta do camisa 4 do Ferrão, contra.

O Ferroviário sentiu o gol e passou a ter dificuldades na criação. Com Mauri distante da grande área, Gabriel Silva e Berguinho muito abertos dos lados e Cariús bem marcado na meia-lua, as trocas de passes rápidos não aconteciam e a defesa da equipe amazonense levava a melhor o tempo inteiro.

O gol de empate do Tubarão, então, saiu em uma jogada individual de Berguinho, que levou a bola para a linha de fundo, ganhou do marcador e cruzou para o meio da área. Os zagueiros focaram em Cariús, mas a bola passou por trás do centroavante. Depois dele, porém, tinha Gabriel Silva, livre na área. Ele chutou de primeira e mandou para a rede.

A igualdade no placar deixava a disputa para o segundo tempo equilibrada novamente, afinal de contas, o Manaus parecia querer administrar a vitória que tinha com o placar mínimo.

Na volta do intervalo, a primeira boa oportunidade foi do Ferrão. Numa troca de passes pela esquerda, Dioguinho, que entrara aos 7 minutos da segunda etapa na vaga de Mauri, rolou para Edson Cariús quase na pequena área. Em um dia ruim, o centroavante perdeu o tempo da bola e quando a recuperou concluiu fraco para a meta, facilitando a vida do goleiro Gleibson. Pouco depois, o ídolo coral recebeu cruzamento da esquerda e furou na hora de concluir.

Com o empate, o Manaus sabia que ficaria a apenas um novo empate da classificação, por isso, à medida que o tempo foi passando, preencheu o meio de campo e colocou peças de velocidade para jogar apenas no erro do adversário. E o Ferroviário errou bastante. Na ânsia de tentar a virada, os passes saiam errados, as interceptações eram constantes e só Douglas Lima, teve dois arremates de fora da área que obrigaram o goleiro Rafael a trabalhar.

Na melhor chance do Gavião, após um escanteio, a bola foi cabeceada e encobriu o arqueiro coral. Richardson salvou o Tubarão de voltar para casa com as mãos abanando. Aos 36, porém, o Ferroviário teve a grande oportunidade de virar e Cariús desperdiçou mais uma vez. No cruzamento preciso de Diego Viana, o camisa 35 testou na segunda trave sem precisar pular, mas mandou por cima da meta.

Ficha Técnica 

Manaus
4-4-2
Gleibson; Edvan (Igor), Luis Fernando, M. Augusto, Dudu; Gilson (Douglas Lima), Derlan, Daniel Costa (Júlio Rush), Gabriel Davis (Vitinho); Denilson, Guilherme Pira (Diego Rosa). Téc: Evaristo Piza

Ferroviário
4-4-2
Rafael; Lázaro (Yuri), Vitão, Richardson, Emerson; Wesley Dias, Sousa Tibiri (Dudu), Mauri (Dioguinho), Berguinho (Diego Viana); Gabriel Silva (Augusto), Cariús. Téc: Anderson Batatais

Local: Estádio Ismael Benigno, em Manaus-AM
Data: 19/9/2021
Horário: 16 horas
Árbitro: Douglas Marques das Flores-SP
Assistentes: Evandro de Melo Lima-SP e Luiz Alberto Andrini Nogueira-SP
Cartões amarelos: Dudu (MAN) Sousa Tibiri (FER)
Cartões vermelhos: Murilo Vasconcelos (Prep. Físico-MAN)
Renda e público: não houve, devido a pandemia do novo coronavírus
Gols: 19min/1T - Richardson (contra); 48min/1T - Gabriel Silva

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags