PUBLICIDADE
Cearenses
Noticia

Com gol de pênalti, Ferroviário bate Porto Velho e avança na Copa do Brasil

Adilson Bahia marca pela sétima vez na temporada e decreta triunfo do Tubarão por 1 a 0, no Rio de Janeiro. Vaga na segunda fase do torneio garante cota de R$ 675 mil

17:29 | 25/03/2021
Jogadores disputam a bola no jogo Porto Velho-RO x Ferroviário, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias, pela Copa do Brasil 2021 (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário)
Jogadores disputam a bola no jogo Porto Velho-RO x Ferroviário, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias, pela Copa do Brasil 2021 (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário)

A indefinição do palco da partida e as mudanças na data não interferiram na trajetória coral na Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, 25, o Ferroviário venceu o Porto Velho-RO por 1 a 0, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias, e garantiu classificação para a segunda fase do torneio nacional.

O único gol da partida foi marcado pelo atacante Adilson Bahia, no segundo tempo, e selou a vaga do Tubarão - pelo regulamento da competição, a equipe cearense tinha a vantagem do empate. Por avançar, o time da Barra do Ceará embolsa cota de R$ 675 mil.

Camisa 9 do Ferrão, Adilson Bahia balançou as redes pela sétima vez na atual temporada. Além do gol contra a Locomotiva, o atacante de 28 anos deixou sua marca seis vezes no Campeonato Cearense.

Na próxima etapa do mata-mata nacional, os comandados do técnico Francisco Diá enfrentarão o América-MG, fora de casa, em jogo único. As datas previstas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o duelo são 7 ou 14 de abril.

O jogo

Antes mesmo da bola rolar, os dois times conviveram com alterações de data e local da partida em razão das determinações dos governos estaduais e municipais Brasil afora em razão da pandemia de Covid-19. Campo neutro para os dois lados, o Rio de Janeiro acabou se tornando a solução.

Com a necessidade de vencer para se classificar, o Porto Velho-RO adotou postura mais ofensiva no início do jogo e obrigou o goleiro Jonathan a trabalhar. Aos poucos, o Ferroviário conseguiu conter as investidas do adversário e equilibrou forças. Os visitantes conseguiram a melhor chance aos 29 minutos, quando Reinaldo chutou com perigo à direita da meta.

As emoções ficaram guardadas para a segunda etapa. O Tubarão voltou mais ativo e conseguiu pressionar a Locomotiva até abrir o placar. Aos 11 minutos, Reinaldo apareceu novamente em chute colocado da entrada da área e viu o goleiro Wellington fazer bela defesa de mão trocada. O camisa 10 coral fez boa jogada sete minutos depois, mas a conclusão foi para fora.

Aos 23, Panda fez lançamento, Ariel dominou na área, girou e bateu cruzado, mas a defesa do Ferroviário conseguiu interceptar e mandar para escanteio. Na cobrança, Bala subiu e cabeceou para defesa de Jonathan.

O time mandante cedeu mais espaços por se lançar ao ataque, e time da Barra do Ceará aproveitou para pressionar. Aos 30, Adilson Bahia recebeu bola na ponta direita, arriscou chute forte cruzado e obrigou Wellington a espalmar. Oito minutos depois, porém, o camisa 9 coral levou a melhor.

O Ferroviário partiu em contra-ataque e trocou passes até a bola chegar aos pés do atacante, que finalizou e viu a bola bater no braço do zagueiro Júnior Porto. O árbitro Maguielson Lima Barbosa marcou pênalti, cobrado e convertido pelo artilheiro coral na temporada, que selou a classificação valiosa.