Participamos do

Com votação dos clubes, conselho técnico mantém fórmula do Campeonato Cearense para 2021

Estadual será disputado em 16 datas, divididas em primeira e segunda fases, além de semifinal e final em jogos únicos. Ceará e Fortaleza entram na segunda etapa
11:49 | Dez. 14, 2020
Autor Gerson Barbosa
Foto do autor
Gerson Barbosa Repórter Rádio O POVO CBN
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Atualizado às 12h49min

Foi realizado nesta segunda-feira, 14, o conselho técnico que definiu os detalhes e fórmula de disputa do Campeonato Cearense de 2021. Numa votação feita pelos clubes que terminou em 43 a 12, ficou definido que o atual formato do Estadual, com primeira e segunda fase antes de semifinal e final, será mantido. Ceará e Fortaleza só vão entrar na segunda etapa.

Com a fórmula definida, o certame deve ter início no dia 10 de fevereiro, com a primeira fase sendo disputada por todos os clubes, menos Ceará e Fortaleza. Desta etapa, dois caem para a segunda divisão e o restante avança à segunda parte, onde se juntam a Vovô e Leão e tem início previsto para 10 de março. Daqui, os quatro melhores chegam à semifinal. Apenas Icasa, Barbalha, Crato e Atlético-CE foram contra a manutenção da forma de disputa.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

A única mudança no formato fica nas fases de mata-mata. Diferente do que aconteceu em 2020 e 2019, a semifinal e final serão disputadas em jogo único. Nesses dois últimos anos, a decisão era feita em duas partidas, de ida e volta.

Em 2021, o Cearense será disputado em 16 datas. Sete serão destinadas a primeira fase, enquanto outras sete ficam para a segunda. Semifinal e final fecham a conta em jogos únicos. A decisão fica para o dia 23 de maio.

Presidente do Fortaleza, Marcelo Paz falou da importância que o atual formato tem para o futebol cearense. "Eu acho que é o modelo mais racional para o Cearense. É o terceiro ano dessa fórmula, em que Fortaleza e Ceará entram na segunda fase por estarem na Copa do Nordeste. O fortalecimento do futebol cearense nos últimos anos fez com que no ano de 2020, sete equipes cearenses disputassem competições nacionais. Nossa federação saiu de 12º lugar no ranking para sétimo. E tudo isso por haver um entendimento de que clubes que estão na Série A tenham um calendário racional", disse o dirigente em áudio disponibilizado pela assessoria do clube. 

Robinson de Castro, presidente da equipe do Ceará, falou ao Esportes O POVO que a manutenção da fórmula atual foi a melhor solução. "Foi uma possível dentro de um calendário ainda mais curto do ano que vem. Vai ser um ano de dez meses, que ainda tem pré-temporada. Não tem como imaginar um Cearense mais longo do que o desse ano. Vai ser até um pouco mais curto. Não tem como a gente deixar de se adaptar à realidade. Ceará e Fortaleza terão calendário novamente apertado e precisa viabilizar. Acho que foi a melhor solução", comentou o dirigente. 

Por fim, o mandatário da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, falou ao Esportes O POVO que essa manutenção era uma "necessidade". "Todos acompanham o sufoco que está sendo terminar o calendário de 2020 e ter a necessidade de fazer logo o de 2021. A parte diferente das outras federações é do nordeste ter a Copa do Nordeste, tirando várias datas do Estadual. Há a importância dessa repetição de fórmula", falou. (Com informações de Brenno Rebouças)

CONFIRA DATAS RELEVANTES:

Início primeira fase: 10 de fevereiro;
Início segunda fase: 10 de março;
Semifinal: 2 de maio;
Final: 23 de maio

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags