PUBLICIDADE
Cearenses
Noticia

Ferroviário faz três gols em seis minutos e chega à terceira vitória

Gol foram marcados entre 37 e 43 minutos da segunda etapa, por Willian Lira, Diego Lorenzi e Wesley. Time agora é o vice-líder do Grupo A

Lucas Barbosa
22:01 | 30/08/2020
Ferroviário venceu o Treze por 3 a 0 com gols relâmpagos e apostando no contragolpe  (Foto: Reprodução/MyCujoo/CBF TV)
Ferroviário venceu o Treze por 3 a 0 com gols relâmpagos e apostando no contragolpe (Foto: Reprodução/MyCujoo/CBF TV)

O Ferroviário voltou a marcar três gols em um curto espaço de tempo no fim da segunda etapa e conquistou a sua terceira vitória na Série C 2020 neste domingo, 30. Em Campina Grande-PB, o Ferrão bateu o time da casa, o Treze, por 3 a 0, gols de Willian Lira, Diego Lorenzi e Wesley. Os gols ocorreram entre os 37 e os 43 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Ferroviário chegou aos nove pontos e agora é o vice-líder do Grupo A, atrás apenas um ponto do líder Santa Cruz.

A receita da vitória coral foi o contra-ataque, após um jogo não tão inspirado na criação. Na maior parte do tempo, a partida foi travada, com ambas as equipes tendo dificuldade para criar. O Treze esteve mais presente no campo ofensivo no começo do jogo, mas foi do Ferroviário a melhor chance no início da partida. Logo aos 2 minutos, Wellington Rato fez grande jogada, com direito a caneta. Ele conduziu e arriscou, perigosamente, da intermediária à esquerda do gol.

Os erros técnicos, porém, se acumulavam, e o jogo não tinha lances de muito perigo. Para o Ferroviário, a maior dificuldade era o último passe. O Ferrão chegou a ter seis escanteios à disposição somente antes dos 30 minutos, mas não conseguiu aproveitar nenhum. Lance de perigo só voltaria a ocorrer aos 40 minutos, quando Willian Lira recebeu lançamento em profundidade, encarou a marcação e finalizou do bico direito da grande área, por cima do gol.Aos 42, após lateral jogado na área, o Treze chegou: Douglas Lima ficou com o rebote na marca do pênalti e chutou forte. Nicolas, bem posicionado, defendeu.

O jogo voltou para o segundo tempo em ritmo bastante semelhante. Aos 3 minutos, Diego Lorenzi recebeu em condições de sair de frente com o goleiro, mas dominou errado e perdeu a chance de finalizar. Semelhante ao que ocorreria aos 11 minutos com o Treze. Ermínio saiu cara a cara com Nicolas, mas, na disputa corpo a corpo com a zaga, não conseguiu finalizar. O banco do Treze queria pênalti. Aos 15, Douglas Lima tentou surpreender Nicolas arriscando de longe e de cobertura. Mandou por cima, porém. Aos 27, em uma dividida, quase Edson Carioca conseguiu surpreender encobrindo Nicolas.

Era um momento em que o Treze e parecia mais a fim da vitória. Tinha mais a bola no campo de ataque, mas não chegou a pressionar, porém. O Ferroviário não conseguia segurar a bola no campo ofensivo, mas, mesmo assim, chegou ao primeiro marcador. O chutão que cortou o ataque do Treze virou lançamento em profundidade e Willian Lira, cara a cara com o goleiro, só deslocou para abrir o marcador.

O segundo gol, anotado quatro minutos depois, também não veio em uma jogada das mais trabalhadas. Júnior Batista encarava a marcação, quando a bola espirrou. Sobrou para Diego Lorenzi, da entrada da área, chutar forte, no canto de Paulo Wanzeler. E já foi aos 42 o terceiro. Wesley aproveitou cruzamento em escapada rápida pela direita e mandou para o fundo do gol. Não havia ânimo para uma reação do Treze e, praticamente, foi só esperar o jogo acabar. Léo Pereira ainda foi expulso aos 49 do segundo tempo, após o segundo amarelo.

O Ferroviário agora volta a campo no próximo domingo, 6, para enfrentar o Manaus, na Arena Castelão.