PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

Clássico-Rei segue garantido no videogame para versão 2021 dos jogos

Fortaleza e Ceará estão garantidos na próxima edição do PES; Leão ainda negocia com a franquia FIFA

Brenno Rebouças
19:18 | 07/05/2020
Na Série A do Brasileiro, Fortaleza e Ceará são procurados pelas desenvolvedoras dos games
Na Série A do Brasileiro, Fortaleza e Ceará são procurados pelas desenvolvedoras dos games (Foto: Arquivo O POVO)

O maior clássico do futebol cearense seguirá podendo ser disputado no mundo virtual, na nova leva de games que serão lançados no segundo semestre de 2021. Com a permanência de Ceará e Fortaleza na Série A do Brasileiro, as desenvolvedoras voltaram a procurar os dois para tê-los em seus jogos.

A japonesa Konami partiu na frente. Ceará e Fortaleza já acertaram participação no PES 2021, que deve ser lançado em setembro. Os valores pagos são maiores que nos anos anteriores, tanto por questões de ajustes como pelo valor cambial do dólar, moeda usada pelas empresas do ramo.

O concorrente FIFA 2021 só possui o Ceará, até o momento, mas porque o Vovô já tinha um contrato mais longo com a norte-americana EA Sports (que se encerra este ano). O Fortaleza ainda não renovou com a desenvolvedora, mas tem interesse em seguir no jogo.

Ceará e Fortaleza negociam de forma independente com Konami e EA Sports. Como o Alvinegro vai para o quinto ano consecutivo em que está inserido nos games (Em 2017, mesmo na Série B, o clube foi procurado), a diretoria do Vovô desenvolveu parâmetros para negociar os contratos.

Segundo o gerente comercial do clube, Ricardo Costa, o Ceará consegue números que demonstram o retorno que a marca dá aos desenvolvedores, garantindo um aumento nas receitas oriundas com games em 35%, em relação aos últimos dois anos, e royalties.

No Fortaleza, o departamento de licenciamento, chefiado por Stênio Gonçalves, já havia conseguido fechar o primeiro contrato, ano passado, por um valor maior do que os oferecidos pelas empresas e com a Konami já garantiu um novo aumento.

Figurinhas

Os dois cearenses ganham também com o álbum de figurinhas do Campeonato Brasileiro, produzido pela Panini. Apesar de também trabalhar com características dos clubes e imagem dos jogadores, os valores pagos aqui são menores porque são em real.

O Fortaleza fechou um vínculo de três anos em 2019, por isso já está garantido no álbum, mas o Ceará ainda está em negociação. A Panini já conversava com o departamento comercial do Vovô, mas cessou devido a pandemia. O clube aguarda uma retomada de conversa quando o futebol retornar.

Apesar das equipes não falarem em valores, baseado nos dados do ano passado, confirmados por Ceará e Fortaleza, as receitas com games e álbum, somadas, ficam acima dos R$ 120 mil e tem como teto R$ 200 mil.