PUBLICIDADE
Esportes
RETORNO

Após tragédia no Ninho do Urubu, sobrevivente cearense volta a Fortaleza nesta segunda

O retorno do jogador, como antecipado pelo O POVO, tem o apoio do clube carioca e é por tempo indeterminado

18:20 | 18/02/2019
Enquanto esteve internado, Dyogo recebeu a visita de jogadores profissionais do Flamengo (Foto: reprodução/Instagram)
Enquanto esteve internado, Dyogo recebeu a visita de jogadores profissionais do Flamengo (Foto: reprodução/Instagram)

O cearense Dyogo Alves, 15, um dos feridos no incêndio que vitimou dez jovens atletas no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, volta na noite desta segunda-feira, 18, às 21h30min, em voo do Rio de Janeiro para Fortaleza pela companhia Latam. O retorno do jogador, como antecipado pelo O POVO, tem o apoio do clube carioca e é por tempo indeterminado, antes de retomar o sonho de se tornar profissional pelo Rubro-Negro.

O jovem goleiro inalou fumaça e teve queimaduras nas duas mãos durante o incêndio no Ninho. Dyogo recebeu alta hospitalar na última sexta-feira, 15, uma semana após a tragédia. Depois de deixar o hospital, o atleta ficou hospedado em um hotel no Rio de Janeiro com os pais.

O adolescente atuava futebol de campo pelo Estação - modesto clube de base com sede no Antônio Bezerra -, antes de se transferir para o Flamengo. Depois de ser destaque e campeão do Campeonato Cearense Sub-13 em 2017, o arqueiro foi levado para vestir a camisa rubro-negra sem precisar participar de "peneirada".

Além de Dyogo, o cearense Cauan Gomes, 14, sobreviveu ao incêndio. Ele ficou internado por três dias após inalar fumaça. O garoto retornou a Fortaleza no sábado, 16.

Terceiro ferido no incêndio, o jovem Jonatha Ventura tem quadro de saúde estável, encontra-se acordado e respira sem o auxílio de aparelhos. O jogador teve 30% do corpo queimado na tragédia.