Ferrão é campeão da Série D e encerra jejum de 23 anos sem títulosCeará Sporting Club | Times | Esportes O POVO 

PUBLICIDADE
Esportes


Ferrão é campeão da Série D e encerra jejum de 23 anos sem títulos

O Ferrão perdeu por 1 a 0 para o Treze, no estádio Amigão, em Campina Grande-PB, mas o resultado garantia a taça da competição pela vantagem adquirida na partida de ida

20:27 | 04/08/2018
NULL
NULL
[FOTO1]
O Ferroviário fez história na noite deste sábado, 4, ao se tornar campeão da Série D do Campeonato Brasileiro, encerrando um jejum de 23 anos sem títulos. O Ferrão perdeu por 1 a 0 para o Treze, no estádio Amigão, em Campina Grande-PB, mas o resultado garantia a taça da competição pela vantagem adquirida na partida de ida, quando venceu por 3 a 0.

%2b ESPECIAL: Ferrão é campeão da Série D e encerra jejum de 23 anos sem títulos

Baixe o pôster de campeão brasileiro do Ferroviário

Campanha histórica: os destaques do Ferrão na Série D

Balanço da temporada: Ferrão oscilou no início do ano, mas terminou com acesso e título

Ferrão vivia jejum de 23 anos; relembre o título de 1995, o bi do Estadual

Os comandados de Marcelo Vilar administraram a vantagem e neutralizaram as principais jogadas do Treze. A equipe entrou em campo para jogar no contra-ataque e atuou mais recuado, dificultando a reação dos paraibanos.

Na 1ª etapa, o Ferrão segurou o empate sem sustos. O Treze não conseguia furar o bloqueio coral e teve seus melhores momentos com Leilson, duas vezes pela esquerda, mas o goleiro Gleibson defendeu.

Nos últimos 45 minutos de jogo, o Treze foi para o tudo ou nada, tendo em vista que precisava fazer três gols para levar pelo menos a partida para as penalidades. O Galo melhorou no confronto e passou a invadir com mais frequência a área do adversário. Entretanto, não tinha qualidade para colocar a bola para dentro.

O único gol do jogo foi marcado por Marcelinho Paraíba, de pênalti, depois que Gleidson colocou a mão na bola dentro da área. O Ferroviário manteve a postura até o fim e conseguiu neutralizar o Treze. Nos minutos finais do jogo, os cerca de 1.500 torcedores corais que viajaram até Campina Grande passaram a gritar "é campeão".
TAGS