PUBLICIDADE
Esportes

Ferroviário está a uma vitória para avançar de fase na Série D

No primeiro jogo sob o comando de Marcelo Vilar, Tubarão da Barra arrancou empate do Cordino, no Maranhão

12:47 | 04/06/2018
NULL
NULL

[FOTO1] Em sua estreia à frente do Ferroviário, o técnico Marcelo Vilar comandou a equipe no empate com o Cordino-MA, na tarde desse domingo, 3. O placar de 3 a 3 colocou o Tubarão da Barra a uma vitória para avançar à terceira fase da Série D do Campeonato Brasileiro.

 

O time Coral conseguiu importante resultado fora de casa. Agora, basta um triunfo para avançar à próxima etapa do campeonato nacional. O estreante Vilar destacou as dificuldades de enfrentar o time maranhense como visitante. Segundo o treinador, o campo da partida, no estádio Leandrão, e a postura do adversário foram os principais complicadores para o Ferrão.

 

"A gente sabia que o Cordino era difícil de ser batido aqui (no Maranhão). Além disso, o gramado não é bom”, pontuou o treinador. Diante disso, ele propôs ao time que - para vencer o adversário - era preciso “garra”. “Nós precisávamos deixar em campo tudo o que éramos capazes de fazer. Os jogadores entenderam isso para conseguir o resultado”.

 

A vitória não veio, porém o empate contribuiu para a possível classificação do Ferroviário à terceira fase da Série D. Vale ressaltar que estão credenciados à terceira fase do certame, os 16 melhores colocados de cada grupo. Portanto, uma simples vitória neste sábado (9) colocaria o Tubarão da Barra na etapa seguinte.

 

A próxima partida contra o Cordino acontecerá neste sábado (9), às 16 horas, no Estádio Presidente Vargas. Em caso de novo empate, a disputa será levada aos pênaltis.

 

Empatado


Com dois gols de Edson Caríus e um de Janeudo Oliveira, o Ferroviário arrancou empate do Cordino-MA na partida de ida da segunda fase do Campeonato Brasileiro Série D. Depois de sair atrás no placar, o Ferrão foi em busca do resultado e até conseguiu virar a partida.
 
Não conseguiu, porém, segurar a equipe “aguerrida” maranhense, como analisa o técnico Marcelo Vilar. Com um jogador a menos no final da partida, o comandante do time coral não lamenta as perdas para o próximo jogo. André Lima e Robson Simplício são desfalques no sábado, 9.
 
Para Vilar, as “perdas” de jogadores geram oportunidades para quem deseja entrar no time e mostrar seu potencial. “A gente não pode pensar a competição com somente 11 jogadores”, diz.

TAGS