PUBLICIDADE
Esportes

Treinador do Ferroviário lamenta críticas da torcida após classificação à segunda fase da Série D

11:57 | 28/05/2018
NULL
NULL
[FOTO1] Mais do que o empate em 0 a 0 contra o Cordino-MA, no domingo, 27, no estádio Presidente Vargas (PV), o treinador do Ferroviário, Maurílio Silva, lamentou as críticas da torcida Coral após o apito final da última partida do Ferrão na primeira fase da Série D.
 
O Peixe terminou a fase de grupos da Série D na liderança do grupo A4 com 10 pontos conquistados, um a mais que o vice-líder Cordino-MA, conquistando sua vaga na segunda etapa entre os 17 melhores primeiros colocados do certame. No entanto, a equipe não venceu nenhum dos três jogos que fez como mandante, fato que deixou a torcida do Ferrão na bronca com jogadores, comissão técnica e diretoria do clube.
 
Para Maurílio, chegou o momento dos torcedores do Tubarão "acariciarem os jogadores" do time da Barra do Ceará, já que - mesmo sem triunfar no PV -, a equipe assegurou sua credencial no mata-mata do torneio. "Todo jogo que fazemos dentro de casa é cobrança e os jogadores ficam acuados. Mas me surpreendi no vestiário. Todos (os atletas) estão fechados e felizes (com a classificação). Estamos fazendo um trabalho muito bom, para fazermos bons jogos e conseguir agradar a torcida também", afirmou.
 
O comandante, no entanto, ressaltou que a torcida tricolor tem total direito de cobrar melhores resultados na competição. No entanto, lembra que "o time não entra em campo para ganhar de goleada e fazer espetáculo. A competição é a Série D e precisamos entendê-la", pontua. 
 
Ele também reconheceu que o time não jogou bem diante dos maranhenses, mas crê que, além de novas aquisições para o plantel, o Peixe necessita se fortalecer internamente. "Temos jogadores de qualidade em nosso elenco e precisamos ter tranquilidade. Buscar jogadores agora é muito difícil. Se formos buscar um atleta (no mercado), temos que trazer a peça certa para resolver nossos problemas", pondera o treinador.

TAGS