Participamos do

Ceará peca em falhas defensivas e perde por 2 a 1 para o Flamengo pelo Brasileirão

Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Gabriel Barbosa e Matheuzinho, enquanto Rick fez para o Alvinegro. Apesar da derrota, o Vovô segue dependendo apenas de si para se classificar para a Copa Libertadores
22:02 | Nov. 30, 2021
Autor Mateus Moura
Foto do autor
Mateus Moura Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará foi derrotado pelo Flamengo-RJ por 2 a 1 na noite desta terça-feira, 30, no Maracanã, pela 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O rubro-negro abriu o placar logo aos 2 minutos do primeiro tempo, com Gabriel Barbosa. Na etapa final, o Alvinegro empatou a partida, aos 25 minutos, com Rick, mas aos 33 Matheuzinho colocou equipe carioca em vantagem novamente.

Apesar do revés, o Vovô segue dependendo apenas de si para conquistar a inédita vaga na Copa Libertadores. Com o resultado, a equipe comandada pelo treinador Tiago Nunes continua como oitavo colocado, com 49 pontos, mas de forma provisória, já que o América-MG ainda enfrenta a Chapecoense-SC e, em caso de vitória, iguala o Alvinegro em pontuação e ultrapassa pelo critério de desempate por ter mais vitórias na competição.

Na próxima rodada do campeonato, o Ceará terá um decisivo embate contra o próprio América-MG, em confronto direto pelo G-8. O duelo acontece no domingo, às 19 horas, na Arena Castelão, com expectativa de público alto nas arquibancadas, válido pela 37ª rodada.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jogo

Em ascensão no Brasileirão, o Ceará entrou em campo contra o Flamengo com a expectativa de manter a boa fase e se consolidar no G-8 do campeonato. A equipe Rubro-Negra, apesar da ressaca após a derrota na final da Copa Libertadores para o Palmeiras, escalou o que tinha de melhor à disposição. Nas arquibancadas, mais de 40 mil torcedores foram prestigiar o clube carioca, mesmo com chances remotas de título no torneio nacional.

Sem Vina, principal jogador da equipe preto-e-branco, Tiago Nunes optou por deixar o time mais leve, com um trio de ataque rápido formado por Mendoza, Yony González e Kelvyn, com Lima atuando como meia central. A estratégia, no entanto, pouco foi utilizada durante o primeiro tempo. Logo aos dois minutos, Fabinho errou na saída de bola e foi desarmado na entrada da área. Gabigol, livre de marcação, empurrou para o fundo das redes, sem chance de defesa para João Ricardo.

Com a vantagem no placar, o Flamengo não se incomodou em deixar a posse da bola com o Ceará. O Vovô, cujo objetivo aparentava ser era explorar os contra-ataques, não conseguiu ser criativo — e muito menos utilizar a velocidade do trio ofensivo — e foi facilmente anulado pelos defensores rubro-negros. No geral, as melhores chances dos 45 minutos iniciais foram do clube carioca, que até chegou a marcar o segundo gol, anulado corretamente por impedimento.

A melhor e única chance real do Alvinegro caiu nos pés de Mendoza, aos 17 minutos. No lance, Kelvyn desarmou o volante Thiago Maia e tocou com velocidade para o colombiano, que invadiu a área e chutou forte pelo lado de fora das redes.

Na volta do intervalo, o Vovô seguiu enfrentando muitas dificuldades ofensivas. O Flamengo, com o controle da partida, permaneceu durante a segunda etapa mais próximo de ampliar o placar do que de sofrer o empate. Tiago Nunes, então, promoveu as entradas de Rick e Jorginho no lugar de Lima e Kelvyn, e as trocas surgiram efeito para mudar o panorama do confronto.

Aos 25 minutos, Rick enfia uma ótima bola para Yony González, entre os zagueiros. O colombiano chuta cruzado e Hugo — que entrou no lugar de Diego Alves ainda no primeiro tempo — faz a defesa, mas a bola sobra para o próprio Rick, no meio da área, que mesmo sendo empurrado pelas costas consegue fazer o gol, já caído no chão.

O empate mantinha o Vovô no G-8 do Brasileirão sem depender de nenhum outro resultado, mas não durou muito tempo. 13 minutos após o tento de Rick, Matheuzinho, em nova falha do sistema defensivo, colocou o Flamengo em vantagem novamente, placar que seguiu até o apito final do árbitro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags