Participamos do

Com postura apática, Ceará perde para América-MG por 2 a 0 no Independência

Vovô teve um gol anulado e Richard pegou um pênalti, mas as poucas chances criadas e os espaços cedidos ao Coelho resultaram em mais um revés fora de casa
12:58 | Ago. 29, 2021
Autor Brenno Rebouças
Foto do autor
Brenno Rebouças Repórter
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A escalação do Ceará para enfrentar o América-MG, neste domingo, 29, no Independência, foi a mesma que empatou com o Flamengo há uma semana, mas a postura do Alvinegro foi completamente diferente. Sob o sol das 11 horas, o elenco do Vovô fez um jogo apático na maior parte do tempo e acabou derrotado pelo Coelho por 2 a 0.

A equipe mineira nem precisou fazer muita força para conseguir o triunfo. O jogo não teve tantas chances claras de gol, mas os donos da casa souberam aproveitar os espaços que a defesa do Ceará ofereceu para construir o placar. O Vovô só passou a ser um pouco mais ofensivo a partir dos 22 minutos de segundo tempo, quando o goleiro Richard pegou penalidade cobrada por Ribamar, que seria o terceiro gol do Coelho.

Na primeira etapa, porém, o Ceará foi blasé. Além de apresentar uma marcação frouxa, que permitia ao América-MG trocar passes na entrada da área, o time comandado por Guto Ferreira não esboçava qualquer força de ataque. Tanto que as duas únicas finalizações no gol foram um chute de muito longe de Vina e o gol marcado por William Oliveira, oriundo de uma cobrança de falta, mas que não valeu porque Fabinho tocou na bola com a mão pelo alto antes e o VAR interferiu.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O Coelho conseguiu dez finalizações no primeiro tempo, mas a maioria explodiu nos marcadores. Na melhor delas, logo aos 5 minutos, Fabrício Daniel balançou a rede adversária. Ele recebeu a bola na intermediária ofensiva, pelo meio, avançou e mesmo cercado por jogadores alvinegros, teve liberdade para finalizar no canto direito de Richard, que estava aberto. O ritmo lento se arrastou por toda a etapa inicial.

Na volta do intervalo, Guto Ferreira decidiu colocar Gabriel Dias no lugar de William Oliveira, para atuar como lateral-direito, e puxou Fabinho para a volância. O panorama não mudou muito. O América-MG teve um chute de Felipe Azevedo travado na entrada da área e o Ceará respondeu com um de Lima. Na bola parada, porém, o Coelho ampliou.

Aos 15 minutos, Patrick recebeu a cobrança de escanteio de manga curta, pela direita, e cruzou na área. Na segunda trave, Lucas Cal escorou e Fabrício Daniel, de novo, apareceu quase na pequena área para finalizar de primeira. Messias chegou atrasado para evitar a conclusão.

O técnico alvinegro reagiu ao segundo gol e lançou Jael, Erick e Marlon em campo. O Vovô passou a avançar um pouco mais pro ataque, mas não tinha oportunidade de concluir as jogadas. Em um contra-ataque, Juninho ganhou de Jael na corrida e na grande área foi derrubado pelo centroavante. O pênalti foi marcado e, como já citado, desperdiçado por Ribamar, que cobrou à meia altura no canto direito, para onde Richard saltou.

O goleiro do Ceará ainda pegou uma cabeçada, após cobrança de escanteio, aos 30, evitando um placar mais elástico do Coelho. O Vovô até rondou a grande área do América-MG em alguns momentos, mas não conseguiu criar uma chance clara para gol. A melhor delas foi uma tentativa de Sobral, de longe, que Cavichioli segurou.

Com o resultado, o Ceará fica, pela primeira vez, dentre todas as participações que tem na Série A, sem vencer pelo menos uma partida como visitante durante um turno inteiro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags