PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Na Ilha do Retiro, Ceará empata com Sport e chega a nove jogos invicto no Brasileirão

Em duelo equilibrado, Alvinegro fica no 0 a 0 com Rubro-Negro fora de casa, amplia sequência de invencibilidade e se mantém na sétima posição da Série A

22:25 | 25/07/2021
Volante Pedro Naressi marca atacante Everaldo no jogo Sport x Ceará, na Ilha do Retiro, em Recife, pela Série A (Foto: Anderson Stevens/Sport Recife)
Volante Pedro Naressi marca atacante Everaldo no jogo Sport x Ceará, na Ilha do Retiro, em Recife, pela Série A (Foto: Anderson Stevens/Sport Recife)

Em confronto regional acirrado e sem grandes emoções, o Ceará empatou em 0 a 0 com o Sport-PE, na noite deste domingo, 25, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado fora de casa, o Alvinegro chega a 19 pontos e segue na sétima posição, a dois pontos de distância do G-6.

O próximo compromisso do time de Porangabuçu será o Clássico-Rei diante do arquirrival Fortaleza, domingo, 1º, às 20h30min, na Arena Castelão, pela 14ª rodada do Brasileirão.

O jogo

Além dos atacantes Jael e Mendoza, suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD) em razão da confusão na final da Copa do Nordeste, o técnico Guto Ferreira não pôde contar com o lateral-direito Buiú e o volante Marlon, que completaram a série de três cartões amarelos. As vagas foram ocupadas por Fabinho e Pedro Naressi, além do retorno de Jorginho ao setor de armação.

Em busca do primeiro triunfo como visitante na atual edição da Série A, o Ceará mostrou postura ofensiva e começou o confronto com maior volume de jogo, explorando as movimentações de Lima e Rick pelos lados do campo. O camisa 45 arriscou duas finalizações nos primeiros minutos: a primeira desviou na zaga e saiu em escanteio, e a segunda explodiu no adversário dentro de área.

O Sport-PE ganhou terreno após os 15 minutos iniciais e apareceu mais no setor ofensivo, mas sem acertar finalizações na meta de Richard. O Vovô também não conseguia acertar a baliza de Maílson e seguiu investindo na mobilidade dos extremos. Aos 23, Rick fez jogada individual pela direita, driblou Sabino, invadiu a área e finalizou rasteiro à esquerda do gol.

Dois minutos depois, o time cearense roubou bola no campo de ataque, e Pedro Naressi serviu Jorginho, que recebeu livre na área, bateu rasteiro, e a defesa rubro-negra mandou para escanteio. Os visitantes pressionaram nos minutos finais e tiveram boas chances de mexer no placar: aos 44, após cruzamento cortado parcialmente pela zaga, Bruno Pacheco bateu de primeira da entrada da área e Hayner desviou para fora.

Dois minutos depois, no último lance da primeira etapa, Fabinho chutou rasteiro da entrada da área, Rafael Thyere não conseguiu cortar, Fernando Sobral tocou e Rick se jogou para finalizar de carrinho à direita de Maílson.

Na volta do intervalo, as duas equipes tiveram postura mais cautelosa e pecaram nos passes no último terço do campo. Guto Ferreira e Umberto Louzer, então, lançaram mão de substituições para renovar o fôlego e reforçar o poderio de ataque.

Aos 16 minutos, Vina achou Lima na entrada da área, o camisa 45 dominou e bateu rasteiro com perigo, à direita de Maílson. Quatro minutos depois, o meia-atacante fez jogada individual, livrou-se de dois marcadores e finalizou à esquerda da meta rubro-negra. O Sport-PE respondeu aos 23, quando Thiago Lopes cruzou da esquerda, André subiu e cabeceou por cima do gol de Richard.

O Ceará controlou as ações na reta final do jogo, com maior presença no campo de ataque e mais posse de bola, mas esbarrou no sistema defensivo mandante e não conseguiu balançar as redes para conquistar o triunfo. A última chance da partida saiu dos pés de Marcão, em chute forte por cima do gol aos 43. Sem novos lances de perigo, o apito final na Ilha de Retiro garantiu mais um ponto na classificação para cearenses e pernambucanos.