PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Na Bolívia, Ceará perde para Jorge Wilstermann e é eliminado da Copa Sul-Americana

Vovô é derrotado por 1 a 0 pelos bolivianos, vê Arsenal de Sarandí ganhar e encerra participação no torneio continental na fase de grupos

21:06 | 27/05/2021
Ceará foi derrotado pelo Jorge Wilstermann, fora de casa, e se despediu da Sul-Americana (Foto: AIZAR RALDES / AFP)
Ceará foi derrotado pelo Jorge Wilstermann, fora de casa, e se despediu da Sul-Americana (Foto: AIZAR RALDES / AFP)

A trajetória do Ceará na Copa Sul-Americana de 2021 chegou ao fim. Nesta quinta-feira, 27, no estádio Félix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia, o time de Porangabuçu foi derrotado por 1 a 0 pelo Jorge Wilstermann-BOL, pela última rodada da fase de grupos, e deu adeus à competição.

Líder do Grupo C no início da rodada, o Vovô dependia apenas das próprias forças para tentar avançar à próxima etapa do torneio continental. No entanto, sofreu o revés com o gol de Patito Rodríguez e viu o concorrente Arsenal de Sarandí, da Argentina, bater o Bolívar-BOL por 3 a 1 e garantir a primeira posição da chave.

O próximo compromisso do Alvinegro será diante do Grêmio-RS, domingo, 30, às 16 horas, na Arena Castelão, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Sem o zagueiro Luiz Otávio e o atacante Felipe Vizeu, ambos lesionados, o técnico Guto Ferreira deu vez a Jordan e Jael entre os titulares. A equipe cearense não conseguiu se encontrar em campo no primeiro tempo e viu os donos da casa dominarem as ações, obrigando o goleiro Richard a fazer boas defesas.

Logo aos quatro minutos, Serginho cruzou da ponta esquerda e Arano bateu de primeira à direita da meta alvinegra. O Ceará respondeu seis minutos depois, quando Lima fez jogada pelo lado direito, driblou o marcador, invadiu a área e chutou forte rasteiro, mas Banegas mandou para escanteio.

Aos 17, Osorio recebeu bom passe de Patito Rodriguez na entrada da área, arrematou forte e viu Richard se atirar para espalmar. No minuto seguinte, após bate-rebate na área, foi a vez de Patito finalizar e o arqueiro fazer a defesa. Ainda antes dos 30 minutos, o Vovô perdeu o meia-atacante Lima, que sentiu dores musculares e deu lugar a Yony González.

Na reta final da primeira etapa, o Jorge Wilstermann aumento a pressão e criou boas oportunidades. Aos 38, o brasileiro Serginho recebeu bola na ponta esquerda, ajeitou e chutou forte no canto superior, levando perigo ao gol alvinegro. Quatro minutos mais tarde, Arano fez jogada pelo lado esquerdo, cruzou, Villarroel invadiu a área e bateu forte para a defesa de Richard.

Os visitantes voltaram a finalizar em cobrança de falta de Jael e cabeceio de Messias, sem perigo. Aos 45, no principal lance do primeiro tempo, os bolivianos esbarraram novamente no arqueiro do Ceará: Serginho apareceu novamente na esquerda, foi para cima de Charles, cruzou para a área, e Osorio arrematou de primeira ao receber livre, mas Richard mostrou reflexo apurado e defendeu para evitar o gol.

Na volta para o segundo tempo, Guto fez mais duas mudanças no Ceará: sacou Oliveira e Jael e lançou Fernando Sobral e Saulo Mineiro. A equipe esboçou nova postura e teve mais presença no campo de ataque, mas sem a efetividade necessária. Aos dois minutos, Bruno Pacheco arriscou chute de longa distância e Banegas ficou com a bola.

No minuto seguinte, o Jorge Wilstermann respondeu com finalização de Osorio, defendida em dois tempos por Richard. Aos 13, Serginho avançou pela esquerda, bateu cruzado e a bola saiu com perigo à esquerda da meta. Dois minutos mais tarde, Osorio encheu o pé da entrada da área, carimbou a trave e viu a defesa afastar o perigo na sequência.

O Alvinegro chegou duas vezes com perigo pelos pés de Saulo Mineiro, mas não conseguiu balançar as redes. O time mandante, então, mexeu no placar: aos 28, Patito Rodríguez fez jogada individual, entrou na área, livrou-se da marcação e chutou alto para marcar o único gol do duelo em Cochabamba.

Nos minutos finais, o Vovô tentou se lançar ao ataque em busca da virada. A principal chance saiu dos pés de Mendoza, aos 38, em cobrança forte de falta para fora. O Jorge Wilstermann explorava os contra-ataques, mas também não conseguiu converter e assegurou o triunfo por 1 a 0, que decretou o fim da caminha cearense na Sul-Americana.