PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Ceará goleia Atlético-CE, carimba vaga e encara Ferroviário na semifinal do Estadual

Em Porangabuçu, Alvinegro faz 5 a 2 sobre a Águia, garante classificação à semi do Campeonato Cearense e terá Clássico da Paz em jogo único

17:28 | 17/05/2021
Volante Pedro Naressi disputa bola com atacante Wandson no jogo Ceará x Atlético-CE, no estádio Carlos de Alencar Pinto, pelo Campeonato Cearense (Foto: Kely Pereira / FC Atlético Cearense)
Volante Pedro Naressi disputa bola com atacante Wandson no jogo Ceará x Atlético-CE, no estádio Carlos de Alencar Pinto, pelo Campeonato Cearense (Foto: Kely Pereira / FC Atlético Cearense)

O Ceará goleou o Atlético-CE por 5 a 2 na tarde desta segunda-feira, 17, no estádio Carlos de Alencar Pinto, pela última rodada da segunda fase do Campeonato Cearense, e garantiu classificação para a semifinal da competição, na qual fará o Clássico da Paz diante do Ferroviário.

Com o técnico Guto Ferreira à beira do campo, o Alvinegro foi escalado com os jogadores reservas do elenco principal e tomou um susto nos primeiros minutos, mas não teve dificuldade para construir o placar elástico, com gols de Fernando Sobral e Jorginho, duas vezes cada, e Cléber. Olavio e Valdo Bacabal descontaram para a Águia.

O triunfo fez o Vovô terminar na terceira colocação, com 13 pontos. Na semifinal, em jogo único, o adversário será o Ferroviário, que terá a vantagem do empate por ter ficado na segunda posição, com 14 pontos. O Atlético-CE, por sua vez, contou com tropeço do Pacajus e enfrentará o Fortaleza. Data, horário e local dos confrontos serão definidos pela Federação Cearense de Futebol (FCF).

Com calendário cheio, a equipe de Porangabuçu terá pela frente também o Bolívar, da Bolívia, na próxima quinta-feira, 20, às 19h15min, na Arena Castelão, pela quinta rodada do Grupo C da Copa Sul-Americana.

O jogo

Em busca da vitória para assegurar a vaga entre os quatro primeiros colocados, o Ceará mostrou bom volume de jogo desde o início. Logo aos três minutos, Rick recebeu lançamento na ponta esquerda, cruzou da linha de fundo, Saulo Mineiro bateu de primeira e obrigou Carlão a espalmar para escanteio.

No minuto seguinte, Jorginho dominou na área, a bola bateu no braço de Alisson Henrique e o árbitro Luciano Miranda marcou pênalti. Fernando Sobral cobrou forte e converteu. No lance seguinte, o Atlético-CE respondeu e chegou ao empate: Gustavo Silva lançou Tiago Cunha, que tocou em profundidade, Olavio apareceu na área e chutou rasteiro para deixar tudo igual - o camisa 8 da Águia é o artilheiro do Estadual, com 14 gols.

Aos 12, em boa triangulação, Buiú avançou pelo lado direito, tocou para Kelvyn, que serviu Saulo Mineiro na entrada da área. O atacante rolou para Jorginho, que ajeitou e bateu colocado no ângulo para colocar o Alvinegro novamente à frente do placar. Três minutos depois, Naressi tentou em chute de primeira e Carlão defendeu.

Para dar números finais à primeira etapa, Sobral e Jorginho voltaram a balançar as redes. Aos 30, em tabela da dupla, o camisa 8 saiu livre na área e bateu firme para marcar o terceiro gol do Vovô. Cinco minutos mais tarde, em nova dobradinha, foi a vez do camisa 16 fazer jogada individual, driblar a marcação e tocar de cavadinha na saída de Carlão.

No segundo tempo, com a larga vantagem do Ceará, os dois técnicos fizeram trocas nas equipes para renovar o fôlego. Guto Ferreira poupou peças visando a sequência de jogos, enquanto Raimundo Wagner fez substituições pela parte tática e também física - o goleiro Carlão saiu lesionado.

Em ritmo menos intenso, o duelo ganhou emoção na reta final e teve tempo para mais gols. Os donos da casa tiveram boa chance aos 31 minutos, quando Cléber recebeu cruzamento de Yony González e cabeceou por cima da meta rubro-negra.

Cinco minutos depois, o centroavante apareceu novamente para roubar a bola da zaga, ganhar disputa com Clisman e sair cara a cara com Geferson para bater colocado e deixar sua marca. Aos 41, Alisson Henrique ganhou disputa com Buiú, invadiu a área e cruzou para Valdo Bacabal descontar, decretando o 5 a 2 como placar final.