PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará vence Botafogo na despedida do Brasileirão 2020

O Vovô abriu o placar com Pedro Naressi, sofreu o empate com Matheus Babi, de pênalti, e confirmou a vitória com Saulo Mineiro, no último minuto. O Alvinegro de Porangabuçu jogou a reta final do jogo com um jogador a menos

Gabriel Lopes
23:29 | 25/02/2021
Lima, meia-atacante do Ceará, em partida contra o Botafogo, pela última rodada do Brasileirão 2020 (Foto: Fábio Lima/O POVO)
Lima, meia-atacante do Ceará, em partida contra o Botafogo, pela última rodada do Brasileirão 2020 (Foto: Fábio Lima/O POVO)

Nesta quinta-feira, 25, o Ceará entrou em campo pela última rodada do Campeonato Brasileiro 2020. Na Arena Castelão, o Alvinegro de Porangabuçu, que já estava confirmado na Copa Sul-Americana 2021, recebeu o Botafogo, lanterna e já rebaixado. O Vovô venceu por 2 a 1. O volante Pedro Naressi, aos 16 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para o time cearense. Aos 11 minutos da etapa final, Matheus Babi, de pênalti, trouxe a igualdade ao placar. Mas, aos 49 do segundo tempo, Saulo Mineiro fez o gol da vitória do Ceará

Com o triunfo, o Vovô encerrou sua participação no Brasileirão 2020 na 11ª posição, com 52 pontos. Esse foi o recorde de pontos do Alvinegro de Porangabuçu no Brasileiro por pontos corridos, superando os 47 de 2010. A posição na tabela também foi a melhor do Alvinegro de Porangabuçu. Já o Botafogo acabou o campeonato na última colocação, com 27 pontos, o pior desempenho do time na história dos pontos corridos do Brasileirão.

O Ceará foi dominante no primeiro tempo. Após início devagar, sem que nenhuma das equipes criasse chances de perigo, o Vovô, logo na primeira tentativa, abriu o placar. Aos 16 minutos, Vina cobrou escanteio na área e o goleiro Diego Loureiro dividiu a bola com Charles. Ela caiu, tocou no defensor do clube carioca e sobrou na entrada da área para Pedro Naressi, que finalizou de primeira, com força, e marcou.

Após o tento anotado, o Alvinegro de Porangabuçu passou a ser mais agressivo e pressionou os cariocas no campo de defesa deles. Dessa forma, o Ceará ficou perto de fazer o segundo gol, principalmente em tentativas de Vina, Felipe Vizeu e Lima, que pecaram no momento da finalização.

No segundo tempo, o Botafogo retornou melhor e pressionou o Ceará. Logo aos nove minutos, Ênio finalizou e a bola desviou na mão de Klaus. Após checagem do VAR, o árbitro marcou a penalidade e advertiu o zagueiro do Vovô com cartão amarelo. Matheus Babi cobrou e empatou o jogo. Poucos minutos depois, aos 14, Kayque acertou a trave de Richard.

O Vovô, após sofrer o empate, se soltou no ataque e buscou fazer o gol da vitória. Enquanto isso, o clube carioca apostou nos contra-ataques para surpreender. Em uma dessas investidas dos visitantes, Klaus fez falta em Matheus Nascimento, levou outro cartão amarelo e foi expulso. Mesmo com um homem a menos, o Ceará ainda conseguiu vencer, pois Saulo Mineiro, no último minuto da partida, balançou as redes e deixou o placar em 2 a 1 para a equipe cearense.