PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará sai atrás, vira, mas cede empate para o Atlético-MG no Castelão

Com o empate, o Vovô foi a 25 pontos, se mantendo na 14ª posição. O Alvinegro ainda pode ser ultrapassado até o fim rodada, mas não corre risco entrar no Z4

Lucas Mota
17:55 | 22/11/2020
Lima marcou o primeiro gol do Ceará contra o Atlético-MG (Foto: AURÉLIO ALVES/O POVO)
Lima marcou o primeiro gol do Ceará contra o Atlético-MG (Foto: AURÉLIO ALVES/O POVO)

Em jogo movimentado, o Ceará ficou no empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, na tarde deste domingo, 22, no Castelão. O Alvinegro do Porangabuçu saiu atrás no placar, virou o jogo, mas cedeu o empate para o adversário mineiro.

O atacante Sasha abriu o placar para o Atlético-MG, no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Ceará voltou melhor e conseguiu a virada nos dez primeiros minutos. Lima empatou e Felipe Vizeu colocou o Vovô à frente. O Galo deixou tudo igual com pênalti convertido por Keno.

Com o empate, o Vovô foi a 25 pontos, se mantendo na 14ª posição. O Alvinegro ainda pode ser ultrapassado até o fim da 22ª rodada, mas não corre risco entrar na zona de rebaixamento.

Já o Galo recuperou a liderança do Brasileirão com o ponto conquistado. O time chegou a 39 pontos, mesma quantidade do Flamengo, mas se mantém no topo da tabela porque tem uma vitória a mais.



O jogo
Ceará e Atlético-MG fizeram primeiro tempo com poucas chances claras de gol. O Alvinegro iniciou bem a partida com organização defensiva. Guto Ferreira promoveu a seguinte mudança tática: Charles foi escalado aberto pela direita e Fernando Sobral formou a dupla de volantes com Fabinho.

A ideia do treinador do Vovô era frear o lado esquerdo do ataque do Atlético-MG, com a dupla Guilherme Arana e Keno. Até os 20 minutos, o Ceará conseguiu segurar as jogadas ofensivas do Galo, evitando grandes perigos. Ofensivamente, o time do Porangabuçu desperdiçava as oportunidades com erros na tomada de decisão.

Para abrir o placar, o Galo precisou da bola parada. Aos 28 minutos, em escanteio cobrado por Savarino, Igor Rabello subiu mais alto que a zaga do Ceará e cabeceou com força para a defesa de Fernando Prass. No rebote, o próprio zagueiro do Atlético-MG aproveitou e cruzou para Sasha marcar de bicicleta.

Aos 38 minutos, Guto lançou Léo Chú no lugar de Charles, deixando o escrete alvinegro mais ofensivo.

O jogo seguiu sem grandes chances. O Ceará chegou com perigo em busca do empate nos acréscimos, no cabeceio de Tiago Pagnussat, mas a finalização foi por cima da meta do goleiro Rafael.

No segundo tempo, o Ceará começou melhor do que o adversário. Aos 2 minutos, Lima recebeu passe de Léo Chú e saiu de frente para o goleiro Rafael para empatar o jogo.

Após deixar tudo igual, o Vovô seguiu pressionando a equipe mineira. Aos 10 minutos, em tabelinha entre Vina e Samuel Xavier, o lateral invadiu a área e cruzou rasteiro para Felipe Vizeu marcar o gol da virada.

A reação do Galo, que tinha dificuldade para invadir a área do Ceará, se traduzia em finalizações de fora. Os mandantes tiveram a chance de aumentar a vantagem no placar, após Léo Chú cruzar rasteiro para a finalização de Vina, mas Rafael fez grande defesa.

Em desvantagem no placar, os mineiros viram a situação complicar ainda mais com a expulsão de Dylan. Com auxílio do VAR, Raphael Claus resolveu expulsar o jogador após rever o lance da disputa aérea entre o volante do Galo e o atacante Léo Chú.

Quando parecia que o Ceará dominaria de vez o rival, o árbitro Raphael Claus marcou pênalti de Fernando Prass em Marrony. Keno converteu a penalidade e deixou tudo igual, quatro minutos após ficar com um a menos.

Mesmo com um a menos, o Atlético-MG incomodou o Ceará com jogadas de perigo no contra-ataque. Vina ainda balançou as redes, com finalização de letra, mas a arbitragem assinalou o impedimento.

Ficha técnica
Ceará 2 x 2 Atlético-MG


Ceará
4-2-3-1: Prass; Samuel Xavier, Eduardo Brock, Tiago Pagnussat (Klaus) e Bruno Pacheco; Fabinho e Fernando Sobral; Charles (Léo Chú), Vina e Lima (Leandro Carvalho); Felipe Vizeu (Cléber). Téc: Guto Ferreira

Atlético-MG
4-3-3: Rafael; Talison (Bueno), Igor Rabello, Alonso e Guilherme Arana; Dylan, Zaracho (Marrony) e Calebe (Nathan); Keno, Sasha (Hyoran) e Savarino (Marquinhos). Téc: Leandro Zago

Gols:
28MIN/1T - Sasha; 2MIN/Lima; 10MIN/2T - Felipe Vizeu; 28MIN/2T - Keno
Data: 22/11/2020
Horário: 16 horas
Local: Castelão-CE
Árbitro: Raphael Claus-SP (Fifa)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis-SP (Fifa) e Alex Ang Ribeiro-SP
VAR: Elmo Alves Resende Cunha-GO
Cartões amarelos: Samuel Xavier, Tiago Pagnussat, Bruno Pacheco, Eduardo Brock (CEA); Guilherme Arana (CAM)
Cartão vermelho: Dylan (CAM)