PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Quase um terço dos gols sofridos pelo Ceará no Brasileirão foram nos 15 minutos finais das partidas

O Vovô deixou escapar a vitória contra o Fluminense por causa de um tento aos 45 minutos da etapa final

Gabriel Lopes
21:38 | 17/10/2020
Fernando Prass em ação pelo Ceará na Série A (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)
Fernando Prass em ação pelo Ceará na Série A (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)

Neste sábado, 17, o Ceará empatou por 2 a 2 com o Fluminense no Maracanã, pela 17ª rodada do Brasileirão. Por muito pouco o Alvinegro não saiu vitorioso, porque, após virar o placar, sofreu empate aos 45 minutos da etapa final. Esse cenário não aconteceu pela primeira vez no Campeonato Brasileiro. Pelo torneio, 7 dos 23 tentos sofridos (30,43%) foram nos últimos 15 minutos das partidas, quase um terço do total.

+ Ceará consegue virada, mas cede empate no fim contra o Fluminense no Maracanã; veja gols

Em um cenário onde esses gols não existissem, o Vovô teria adicionado pelo menos cinco pontos aos atuais 19, que deixam o Alvinegro parcialmente na 12ª colocação. Assim, o Ceará teria 24 pontos e estaria na sétima posição, uma abaixo do G6, zona de classificação à Taça Libertadores.

Esse tipo de situação se tornou mais frequente em confrontos recentes. Além do embate contra o Flu, o Alvinegro sofreu empate nos acréscimos da etapa final diante do Goiás, pela 12ª rodada, e levou o gol da derrota contra o Palmeiras aos 37 do segundo tempo, na 13ª rodada.

Em contrapartida, somente quatro dos 19 tentos anotados (21,05%) pelo Ceará aconteceram nos 15 minutos finais, pouco mais de um quinto dos gols marcados no Brasileirão. Dentre essas bolas na rede, somente uma, contra o Corinthians, na 15ª rodada, fez com que o Vovô somasse mais dois pontos por causa de gols nesse período das partidas.