PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Lei do Ex: Felipe Jonatan marca e Ceará perde para Santos por 1 a 0 no Castelão

Vovô fez fez um segundo tempo melhor e criou chances claras, mas encontrou um goleiro inspirado do outro lado.Arbitragem expulsou cinco atletas e o técnico Guto Ferreira

Brenno Rebouças
22:59 | 05/09/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 26.08.2020: Ceara x Santos, na Arena Castelão pelo Campeonato Brasileiro. em época de COVID-19.  (Foto: Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)
FORTALEZA, CE, BRASIL, 26.08.2020: Ceara x Santos, na Arena Castelão pelo Campeonato Brasileiro. em época de COVID-19. (Foto: Aurelio Alves/ O POVO). (Foto: Aurelio Alves/ O POVO)

A Lei do Ex definiu o duelo entre Ceará e Santos, realizado na noite deste sábado, 5, no Castelão. Revelado pelo Vovô, o lateral-esquerdo Felipe Jonatan marcou o único gol da partida, que deu a vitória ao Peixe, por 1 a 0. Com o resultado, o alvinegro cearense encerrou a sequência de vitórias consecutivas que mantinha na Série A.

O gol saiu cedo, logo aos 8 minutos, numa jogada que começou com Marinho, outro ex-jogador do Ceará. Ele ganhou de Bruno Pacheco pela direita e cruzou. Do outro lado, Felipe Jonatan finalizou de primeira e acertou o canto esquerdo inferior de Fernando Prass. Jonatan preferiu não comemorar o gol e disse depois que optou por fazer isso por respeito ao Vovô.

O Ceará teve chances claras de empatar, mas o goleiro João Paulo estava em noite inspirada. A partida teve ainda quatro expulsões. Primeiro, Luan Peres deu um empurrão em Samuel Xavier após o lateral-direito do Ceará reclamar com um jogador do Santos com quem tinha dividido bola. Xavier acertou a bola, mas o jogador ficou no chão e o árbitro marcou falta. Wagner Reway expulsou o zagueiro santistas direto e depois, em conversa com um dos assistentes, decidiu expulsar o lateral do alvinegro cearense. Já na reta final, Bruno Pacheco, do Vovô e Alison, do Peixe, também foram expulsos.

Depois do jogo, jogadores e comissão técnica do Ceará reclamaram com o árbitro Wagner Reway, que expulsou mais dois: Leandro Carvalho e Guto Ferreira. 

Com a derrota, o Alvinegro estagnou nos 10 pontos e foi ultrapassado pelo próprio Santos, que alcançou 11 pontos.

O Jogo

A postura do Ceará foi bem diferente da adotada no Clássico-Rei. Diante do Santos, o Vovô tentou propor o jogo, mas não criou chances claras. As melhores jogadas do Vovô na primeira etapa, inclusive, foram em bola parada, todas elas com cobrança de Vina.

Primeiro, aos 19 minutos, o meia cobrou falta do lado esquerdo, levantando bola na área e Charles desviou de cabeça, assustando o goleiro João Paulo. Três minutos depois, Vina bateu escanteio, Charles raspou de cabeça e Pagnussat chegou na segunda trave para desviar, mas mandou por cima do gol.

A única bola do Vovô no gol nos primeiros 45 minutos, porém, foi quando Vina cobrou falta direto pro gol. Aos 33, ele tirou da barreira e obrigou o arqueiro do Santos a espalmar.

Nesses três lances, porém, o Vovô já corria atrás. O Santos abriu o placar cedo, logo aos 8 minutos, numa jogada com dois ex-jogadores. Marinho fez boa jogada pela direita, se livrando da marcação de Bruno Pacheco, e cruzou. Do outro lado, próximo do bico esquerdo da grande área, Felipe Jonatan chutou de primeira. A bola fez uma trajetória com efeito e foi parar no canto inferior esquerdo de Prass. O Peixe ainda teve chances em lances consecutivos, com Marinho e Lucas Veríssimo. O primeiro desviou de cabeça, na primeira trave, uma cobrança de falta. O segundo, após cobrança do escanteio gerado pelo lance anterior, cabeceou e o arqueiro do Vovô defendeu.

Na segunda etapa o Ceará foi melhor o Santos. Teve mais posse de bola, finalizou mais e só não conseguiu pelo menos um empate porque o goleiro João Paulo fez uma partida de destaque. Ele fez seis defesas, segundo o SofaScore, sendo duas em chances claras.

Primeiro com Leandro Carvalho, aos 9, que recebeu lançamento preciso de Vina. NA pequena área, ele chutou rasteiro e o goleiro defendeu com o pé direito. Depois com Mateus Gonçalves, aos 20, numa jogada que começou com Fernando Sobral, afastando uma bola da grande área de defesa. Ela caiu nos pés de Mateus, ele avançou e tabelou com Vina, recebendo a bola novamente na grande área, de frente para João Paulo. O goleiro levou a melhor e barrou a finalização.

O meia Vina ainda conseguiu acertar a trave esquerda da meta Santista, em chute de fora da área e viu Lima pegar mal no rebote. Além disso, Sobis chegou atrasado para cabecear uma bola cruzada por Mateus Gonçalves.

Apesar do volume de jogo, o Vovô não conseguiu marcar e acabou sofrendo a segunda derrota em casa na Série A do Brasileiro.