PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

No dia que completa 42 anos, Prass diz que índices físicos atuais dele são superiores aos de quatro meses atrás

O goleiro teve acompanhamento de um profissional para guiar seus treinos diariamente durante a paralisação

Gabriel Lopes
17:31 | 09/07/2020
Fernando Prass, goleiro do Ceará, completou 42 anos no dia 9 de julho (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)
Fernando Prass, goleiro do Ceará, completou 42 anos no dia 9 de julho (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)

A idade é um fator importante na preparação física de um atleta. No futebol, quanto mais avançado o tempo de vida do jogador, a tendência é a diminuição do desempenho do corpo. Contudo, com o avanço da medicina esportiva, esse processo pode ter impacto diminuído no desportista, que consegue, com mais frequência, chegar na fase final da carreira com alto desempenho. Na data de seu aniversário de 42 anos, o goleiro do Ceará, Fernando Prass, mostrou que conseguiu dar sequência à longevidade em nível físico da sua carreira mesmo no cenário de paralisação, motivada pela pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista coletiva cedida à imprensa remotamente nesta quinta-feira, 9, Prass revelou que seus índices físicos do retorno aos treinamentos estão superiores aos de quatro meses atrás, na metade de março, quando o futebol parou por causa da pandemia. Ele explicou como foi o processo para se manter em forma no período sem atividades presenciais no clube.

“Eu tive uma condição boa de trabalhar nessa parada. Tenho um profissional que me acompanhou diariamente. Consegui, durante certo período, um campo, para treinar parte específica. Porque acho que o jogador que terá mais dificuldade é o que não conseguir trabalhar especificidade. Os índices mostraram que eu estou até um pouco acima em força do que estava na parada”, ressaltou.

Ele também falou que a posição de goleiro poderá sofrer mais na volta dos jogos, pois a margem de erro é menor. “O goleiro é uma posição que o erro fica mais nítido, muito mais potencializado. O atacante pode errar quatro, cinco, seis passes, errar finalização. Se acertar duas, está bom. O goleiro é o contrário. De dez passes, ele tem que acertar dez. Se ele erra um passe é complicado. Todos vão sofrer, mas o goleiro, que é uma posição que exige erro quase zero, acho que ficará mais visível nessa volta uma certa dificuldade”, disse.

Desde o início de junho o Ceará vem treinando com seu elenco presencialmente. A estreia na Copa do Nordeste, que deve ser a primeira competição do Alvinegro no retorno, acontecerá a partir do dia 21 de julho. Dessa forma, o Vovô terá mais de um mês e meio de preparação. Contudo, Prass fez um adendo e revelou qual será o principal fator que pesará contra as equipes na volta das partidas oficiais.

“O ritmo competitivo. É diferente você estar bem fisicamente, com força, potência, mas a especificidade do jogo é totalmente diferente. Porque o jogo é totalmente diferente do treino. Por mais que tente levar para o treino as similaridades do jogo, não tem como. O jogo tem algum componente diferente, até o componente mental também. Acho que teremos mais dificuldade em pegar o ritmo de jogo de novo, o tempo de bola”, explicou.

Fernando Prass faz em 2020 sua primeira temporada no Ceará. Até o momento, ele participou de 13 jogos e sofreu 11 gols. O goleiro fez história em clubes como Palmeiras-SP e Vasco-RJ, onde ele venceu dois Campeonatos Brasileiros (2016 e 2018, pelo Alviverde) e duas Copas do Brasil (2011, pelo Cruzmaltino, e 2015, pelo time paulista).