PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Com gol no fim, Ceará empata com o Bahia no Castelão em 2 a 2

Mateus Gonçalves fez o gol que salvou o Alvinegro de uma derrota em casa, na partida com o novo treinador diante da torcida

Brenno Rebouças
18:09 | 15/02/2020
Vovô mantém a invencibilidade na temporada, mas ainda não venceu no Nordestão
Vovô mantém a invencibilidade na temporada, mas ainda não venceu no Nordestão (Foto: JL Rosa / O POVO)

Mateus Gonçalves salvou o Ceará da primeira derrota na temporada 2020. Aos 48 minutos do segundo tempo, o camisa 7 aproveitou uma bola levantada por Felipe Baxola, da esquerda para a direita e finalizou com a perna esquerda. A bola pegou em um defensor do Bahia e se apresentou novamente para o atacante, que emendou com a perna direita e balançou a rede adversária.

Nessa altura, o Vovô perdia de virada para o tricolor baiano por 2 a 1 e Mateus Gonçalves era vaiado pelo torcedor presente no Castelão. O time apresentou uma queda de produção brusca no segundo tempo. O resultado causou euforia, mas mantém o Alvinegro na penúltima colocação do Grupo B da Copa do Nordeste e sem vencer na competição.

Foi a segunda partida do Ceará sob o comando do técnico Enderson Moreira. O time se mostrou mais organizado taticamente e fez um primeiro tempo melhor que o adversário. Vinícius marcou o primeiro gol do Ceará e Gilberto, em duas jogadas de bola em velocidade, fez os dois do Bahia.

O JOGO

O esquema era o mesmo que Argel Fucks utilizava (4-2-3-1), mas com Enderson Moreira o Ceará mostrou organização e mais dinâmica de jogos. Com a bola, o Vovô fazia boas triangulações pelas pontas, com os atacantes de lado bem aberto e os laterais por dentro, muitas vezes; Sóbis voltando para tabelar de costas para o gol com quem vinha de trás e uma marcação alta, que forçava o Bahia ao erro.

Antes do primeiro gol, que saiu exatamente de uma boa troca de passes, o Ceará já tinha tido uma chance clara, com um cruzamento de Leandro Carvalho da direita, em que Charles chegou atrasado para apenas empurrar para o gol. A posição do volante era irregular. Aos 17 minutos, porém, numa jogada que nasce pela direita, com um diálogo entre Samuel Xavier e Carvalho, a bola sobra para Sóbis, próximo da meia lua e ele rola para Vinícius, que chegava. O meia chuta forte com a perna direita e marca um golaço.

O primeiro bom momento do Bahia só veio aos 27, nua cobrança de escanteio em que, após um bate-rebate, a bola sobrou para Gregore finalizar, mas Prass defendeu. Os baianos começaram a encontrar espaços para atacar a partir daí e pouco tempo depois, Élber arrancou pela direita e cruzou na pequena área buscando Gilberto, mas o centroavante chegou atrasado. Foi aos 38 que em uma dividida, a bola foi lançada para Gilberto, que ganhou de Luiz Otávio e bateu na saída Prass. Houve chance de virada aos 45, quando Élber arrancou com a bola pelo meio e passou para Capixaba, que estava invadindo a grande área pela esquerda. Ele finalizou, mas Prass defendeu.

No segundo tempo o panorama foi bem diferente. O Bahia voltou mais acesso e tomou as primeiras iniciativas de ataque. Aos 10, o Ceará reclamou um pênalti de João Pedro sobre Lima. Ele desviaria uma bola cruzada da direita para o gol, mas aparentemente foi empurrado antes e caiu dentro do gol. Pelas imagens abertas, o jogador do Bahia teria dado uma “carga” com o ombro no atacante alvinegro, mas a câmera de dentro do gol levantou dúvidas sobre o toque. A arbitragem deixou passar.

O Bahia tinha as melhores chances. Antes da virada, Arthur Caike acertou um belo chute de fora da área e Prass fez uma defesa plástica. Aos 25, porém, Clayson dá passe em profundidade para Gilberto, que parte em posição legal, ganha do goleiro e chuta para o gol aberto. A partir daí a responsabilidade era toda do Ceará, que pressionava e dava espaços para contra-ataques.

O gol da salvação veio aos 48, depois de muita insistência com bolas aéreas pelo Ceará. Mateus Gonçalves, que estava mal na partida, chutou duas vezes para balançar a rede e deixar tudo igual no placar. Na comemoração, houve um burburinho no banco de reservas do Alvinegro e Leandro Carvalho foi expulso pela arbitragem.

Confira imagens da partida entre Ceará e Bahia:

Clique na imagem para abrir a galeria