PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Argel celebra resultado do Ceará, mas destaca: "não fizemos nada mais do que nossa obrigação"

Vovô voltou a vencer após dez jogos ao bater o Pacajus por 1 a 0, com gol do zagueiro Klaus. Argel conquistou sua primeira vitória no comando do Alvinegro

10:31 | 06/02/2020
Argel trocou quase todo o time titular do Ceará e venceu sua primeira partida
Argel trocou quase todo o time titular do Ceará e venceu sua primeira partida (Foto: Aurélio Alves/O POVO)

Depois de seis jogos de pressão e desconfiança em seu trabalho, Argel Fucks conquistou sua primeira vitória no comando do Ceará ao bater o Pacajus por 1 a 0, com gol do zagueiro Klaus, na quarta-feira, 5, no Estádio Presidente Vargas. Apesar de a situação do treinador ainda não ser tranquila, o resultado foi celebrado também por ser o fim de um jejum de vitórias do Vovô, que triunfou pela última vez em novembro de 2019.

“Tecnicamente, não estivemos bem. O resultado foi importante, é importante não sofrer gol. Trabalhamos novamente a bola parada, uma bola bem batida pelo Vinícius, o Klaus a gente já conhece e sabe que ele faz muitos gols de cabeça. Acredito que é uma vitória muito importante, nada mais do que isso. Não fizemos nada mais do que nossa obrigação”, disse o técnico em entrevista coletiva após o jogo.

Para enfrentar o Pacajus, Argel escalou um time quase totalmente diferente do que o que enfrentou o Fortaleza no último sábado, 1º, pela Copa do Nordeste. O único remanescente foi Klaus, que marcou também no Clássico-Rei. A ideia era dar ritmo de jogo ao elenco: “Aqui não tem cadeira cativa pra ninguém, quem se escala é o próprio jogador. A gente dá oportunidade, bota ele em campo. A partir do momento que ele entra, faz gol, dá uma assistência, ele vai jogar. A gente trata todo mundo igual”.

“A gente só manteve o Klaus pra dar ritmo de jogo, pra dar oportunidade a outros jogadores. Queria ver o Quixadá jogando, o Vinícius jogando, o Mateus, o Lima jogando. Não fizemos uma partida boa tecnicamente. No jogo passado (1 a 1, contra o Fortaleza), jogamos muito bem tecnicamente. Tivemos mais volume, mais profundidade e não ganhamos o jogo. Hoje, principalmente, o resultado foi muito importante”, falou o treinador, ainda sobre a estratégia de trocar quase todo o time titular.

Impaciente, mesmo com a vitória no placar, a torcida do Ceará repetiu o canto de “queremos treinador” no segundo tempo da partida. Mas para que o Vovô ajuste a casa, defina seus 11 titulares e passe a jogar bem, Argel prega a paciência: “Não é em quatro jogos que vamos ter um time titularíssimo e na ponta da língua do torcedor. Time titular é aquele que você sai na rua e o torcedor escala do goleiro ao ponta esquerda. A gente precisa ter um pouquinho de calma, de tranquilidade. Vamos botar sempre o que tem de melhor campo”.

O próximo compromisso do Ceará será contra o ABC, às 16 horas, na Arena das Dunas. O jogo é válido pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Na competição regional, o Vovô é o quarto colocado do Grupo B, com dois pontos em dois jogos.