PUBLICIDADE
Esportes
Copa do Nordeste

Ceará empata com o Vitória fora de casa e segue invicto na Copa do Nordeste

Com o resultado, o Vovô chegou a oito pontos e segue na liderança do Grupo B do Nordestão.

18:04 | 16/02/2019
Ceará jogou bem, mas não venceu o Vitória em Salvador. Foto: Felipe Santos/cearasc.com.
Ceará jogou bem, mas não venceu o Vitória em Salvador. Foto: Felipe Santos/cearasc.com.

O Ceará foi superior e buscou a vitória o tempo inteiro, mas ficou no empate em 1 a 1 com o Vitória-BA, na tarde deste sábado, 16, em Salvador, em jogo válido pela 4ª rodada da Copa do Nordeste.

Com o resultado, o Vovô chegou a oito pontos e segue na liderança do Grupo B do Nordestão. Já o Vitória chegou a quatro pontos e passou a ocupar a 4ª colocação no Grupo A

O Alvinegro volta a campo na próxima quarta-feira, 20, para enfrentar o Guarany de Sobral, às 20 horas no estádio Castelão.

O JOGO

Mesmo fora de casa e sem o técnico Lisca na beira do gramado (por estar realizando curso na CBF), o Ceará foi o time que teve mais posse de bola e tomou as iniciativas na etapa inicial. Logo aos 5 minutos, Felipe Baxola recebeu bom passe de Roger na área e só não abriu o placar porque Ronaldo fez boa defesa.

Só que a resposta do Vitória foi eficaz. Quatro minutos depois, após cobrança de escanteio, Edcarlos empatou de cabeça em falha absurda da defesa do Vovô. Todos os marcadores ficaram parados, olhando, e o atleta rubro-negro estava totalmente sozinho para marcar.

Com a desvantagem no marcador, o Ceará passou a agredir ainda mais e criou muitas chances para marcar, com Roger, Vitor Feijão e Felipe Baxola, mas o goleiro Ronaldo esteve bem quando acionado e evitou os gols do Ceará.

Aos 37 minutos, Leo Ceará invadiu a área sozinho, aproveitando falha da defesa alvinegra e quase marcou o segundo, mas chutou errado e mandou pra fora, e o Vitória pagou pelo erro logo no começo do segundo tempo.

Aos dois minutos, o meia Chico, que havia entrado após o intervalo, aproveitou cobrança de falta e, de cabeça, deixou tudo igual.

Após a igualdade, o Ceará teve ainda chances de virar com Roger, Felipe Baxola e o próprio Chico, mas não converteu as chances que teve em gols e ficou mesmo no empate.