PUBLICIDADE
Esportes

Ceará é derrotado pelo Inter em Porto Alegre e segue na lanterna da Série A

22:03 | 23/07/2018
NULL
NULL
[FOTO1] 
Ceará voltou a perder na Série A do Brasileiro na noite desta segunda-feira, 23, dessa vez para o Internacional, em Porto Alegre. No estádio Beira-Rio, o Colorado venceu pelo placar de 1 a 0 e assumiu a 3ª colocação, com 26 pontos. Já o Vovô segue na lanterna da competição, com apenas 8 pontos ganhos. 

O único gol da partida foi marcado por William Pottker, aos 30 minutos do segundo tempo. Ele aproveitou rebote que o goleiro Everson deu após um chute de canhota de Nico Lopez, de dentro da grande área. 

O placar poderia ser até mais elástico, não fosse Everson espalmar um chute forte de Leandro Damião também na segunda etapa ou Rossi tivesse acertar o travessão em jogada no primeiro tempo. 

O Ceará também finalizou com Arthur, João Lucas e Richardson, mas quando Danilo não defendeu, a bola passou para fora. Uma falha do Vovô foi tentar propor o jogo apenas quando estava atrás no placar. 

Agora o Alvinegro volta a campo no sábado, às 16 horas, no estádio Presidente Vargas, para encarar o Fluminense. 

O JOGO
 
Apesar do péssimo resultado, o se mostrou mais uma vez organizado defensivamente. Porém, o ataque fez pouquíssimo dentro de campo para balançar as redes do rival. Arthur passou 95 minutos isolado na frente, sem um companheiro de qualidade para municiá-lo.

O Colorado de Porto Alegre teve a maior posse de bola durante todo o confronto, mas tinha muita dificuldade de furar a retranca alvinegra. Na 1ª etapa, por exemplo, só finalizou duas vezes, sendo uma na trave, com Rossi, em uma jogada individual. O mesmo número de finalizações teve o time de Arthur e companhia.

O baixo índice de finalização do Internacional se deve ao bom posicionamento do setor defensivo do Ceará. A equipe do Porangabuçu se defendia com uma linha de cinco à frente dos quatro defensores. Apenas Arthur jogava adiantado. Por outro lado, os cearenses tinham dificuldades para armar um contra-ataque rápido. O jogador escalado com a função de municiar os atacantes, o camisa 10 Reina, se restringia a passes laterais nas ações ofensivas.

Pra 2ª etapa, o técnico Odair Hellman promoveu os retornos do atacante Leandro Damião e o argentino D'Alessandro, abrindo mão de um volante. As alterações foram decisivas para a resolução do duelo. O Inter ficou ainda mais agressivo, mas seguiu enfrentando dificuldades para concluir com perigo. 

O Ceará até que ensaiava uns contragolpes, porém faltava qualidade para definir a jogada. E de tanto tentar, o Internacional conseguiu o seu gol, após a participação decisiva de D'Alessandro e Damião antes de Pottker concluir para o fundo das redes. Lisca ainda tentou reagir com Luidy e Éder Luis, mas o time seguiu sem criatividade ofensiva. 
TAGS