PUBLICIDADE
Esportes

Após ceder empate, Chamusca considera saída do G4 normal: 'Não abala o emocional'

11:38 | 18/09/2017
NULL
NULL
[FOTO1] 
O empate em 1 a 1 - depois de sair na frente com gol de Élton - em casa diante do América-MG, no sábado, 16,  na Arena Castelão, foi um resultado duro para o Ceará. O Vovô caiu de rendimento na Série B e se no primeiro turno ocupou a quarta colocação, no returno é apenas a 11ª melhor campanha. Marcelo Chamusca disse que o sentimento pós-partida é de tristeza, mas acredita que a saída do grupo de acesso à Série A é normal.
 
"Não jogamos para empatar e merecíamos vencer. Sempre esperamos aliar performance com resultado de jogo, mas o adversário (América-MG) tem bastante qualidade, não é à toa que ele é o líder do campeonato. Sair do G4 não abala o nosso emocional. Nenhum time que está lá permaneceu todas as rodadas. Queremos estar dentro (do G4) na 38ª rodada", disse o treinador.
 
Agora sexto colocado da Segundona com 38 pontos - dois a menos que o Paraná que tem 40 - o Ceará terá pela frente o Brasil de Pelotas - nono colocado com 33 pontos - neste sábado, 23, às 19h, na Arena Castelão. Sobre os gaúchos, Chamusca resumiu o próximo jogo como difícil.
 
"(O Brasil de Pelotas) cresceu muito na competição. É um time preparado para jogar no contra-ataque. Não esperamos nenhuma facilidade (na partida). Vamos trabalhar muito e com muita motivação para vencer o duelo", ressaltou Chamusca.

TAGS