PUBLICIDADE
Esportes

Botafogo estreia no Carioca com derrota para a Cabofriense

Atual campeão, o Botafogo começou mal o Campeonato Carioca ao ser derrotado por 3 a 1 pela Cabofriense, neste domingo, em Macaé. Os alvinegros sofreram com a falta de criação e levaram a virada. No primeiro tempo, o Glorioso abriu o placar com Luiz Fernando. No entanto, antes do intervalo, a Cabofriense empatou com Rafael [?]

20:30 | 20/01/2019

Atual campeão, o Botafogo começou mal o Campeonato Carioca ao ser derrotado por 3 a 1 pela Cabofriense, neste domingo, em Macaé. Os alvinegros sofreram com a falta de criação e levaram a virada.

No primeiro tempo, o Glorioso abriu o placar com Luiz Fernando. No entanto, antes do intervalo, a Cabofriense empatou com Rafael Gladiador. Na etapa final, os donos da casa viraram o confronto com Anderson Rosa e Rincón, para decretar o triunfo da equipe da Região dos Lagos.

Na próxima rodada, o Fogão recebe o Bangu, nesta quarta-feria, no Nilton Santos. No mesmo dia, a Cabofriense terá duelo contra o Boavista, em Bacaxá.

O jogo ? O confronto começou equilibrado, com as duas equipes em busca do ataque. No entanto, ambas tinham dificuldade na criação de boas jogadas. A primeira boa chance aconteceu somente aos 16 minutos. Leandro Carvalho arriscou de longe e assustou o goleiro George.

Mais organizado, o Botafogo impedia os avanços da Cabofriense e tentava passar pela retranca dos donos da casa. Os alvinegros conseguiram abrir o placar aos 30 minutos. Luiz Fernando pegou rebote na entrada da área e chutou no canto. Atrapalhado pela quantidade de gente a frente, George só viu a bola na rede.

Depois do revés, a Cabofriense melhorou e pressionou nos minutos finais. Aos 42 minutos, Kaká recebeu passe na área e chutou para grande defesa de Gatito Fernández. No rebote, Anderson Rosa também finalizou em direção ao gol, mas parou em mais uma defesa do goleiro alvinegro.

Só que aos 48 minutos, os donos da casa empataram o jogo. Após cobrança de escanteio, Rafael Gladiador cabeceou para o gol. A bola ainda bateu no travessão e foi para a rede. Assim, o confronto foi empatado para o intervalo.

No segundo tempo, o Botafogo voltou disposto e ficar a frente no placar e quase marcou o segundo com cinco minutos. Após cobrança de escanteio, Helerson cabeceou, a bola bateu na trave, mas a zaga conseguiu tirar o perigo em cima da linha.

Depois do susto, a Cabofriense melhorou e, aos poucos, equilibrou a partida. No entanto, as duas equipes não conseguiam levar perigo ao adversário, principalmente pelos erros no setor ofensivo.

Os donos da casa aproveitaram os espaços deixados pelo Botafogo para virar a partida aos 29 minutos. Valderrama cruzou rasteiro para Rincón. O atacante furou, mas a bola sobrou para Anderson Rosa finalizar para a rede.

Mesmo depois do revés, o Botafogo continua com dificuldade para criar na parte ofensiva. Somente aos 37 minutos, os alvinegros chegaram com perigo. Luiz Fernando chutou da entrada da área e obrigou George a fazer boa defesa.

O lance animou os botafoguenses, que quase empataram aos 39 minutos. Alex Santana arriscou de longe e acertou o travessão. Nos minutos finais, o Botafogo pressionou em busca da igualdade, mas viram a Cabofriense decretar a vitória aos 48 minutos. Rincón iniciou contra-ataque, contou com o escorregão do zagueiro Marcelo Benevenuto e chutou na saída de Gatito Fernández para dar números finais em  Macaé.

FICHA TÉCNICA

CABOFRIENSE 3 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ)

Data: 20 de janeiro de 2019 (domingo)

Horário: 19h00 (de Brasília)

Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia

Assistentes: Michael Correia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho

Renda: R$ 53.640,00

Público: 2.159 pagantes

Cartões amarelos: Roberto Júnior e Manoel (Cabofriense); Leandro Carvalho (Botafogo)

GOLS

CABOFRIENSE: Rafael Gladiador, aos 48min do primeiro tempo; Anderson Rosa, aos 29min do segundo tempo; Rincón, aos 48min do segundo tempo

BOTAFOGO: Luiz Fernando, aos 30min do primeiro tempo

CABOFRIENSE: George, Watson (Pedro), Bruno Lima, Roberto Junior e Manoel; Marcelo Gama, Diego Valderrama, Michel (Kaká) e Anderson Rosa; Marcus Índio e Rafael Gladiador (Rincón)

Técnico: Luciano Quadros

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Helerson e Gilson; Wenderson, João Paulo (Aguirre), Allan Santos (Alex Santana) e Luiz Fernando; Leandro Carvalho (Ferrareis) e Kieza

Técnico: Zé Ricardo

Gazeta Esportiva

TAGS