PUBLICIDADE
Esportes

Para voltar a pontuar, Galo recebe o Paraná no Independência

O tour longe de Belo Horizonte acabou. O passeio para fora da capital mineira, no entanto, terminou com gosto amargo: duas derrotas. Para voltar a vencer e tentar recuperar posições, o Atlético recebe o Paraná, na noite desta quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Independência. O Atlético deixou a capital mineira na última semana para [?]

20:15 | 24/07/2018

O tour longe de Belo Horizonte acabou. O passeio para fora da capital mineira, no entanto, terminou com gosto amargo: duas derrotas. Para voltar a vencer e tentar recuperar posições, o Atlético recebe o Paraná, na noite desta quarta-feira, às 21h (de Brasília), no Independência.

O Atlético deixou a capital mineira na última semana para o duelo contra o Grêmio. Oportunidade para os torcedores verem a equipe que trabalhou junta durante a Copa do Mundo. O discurso que dificuldades seriam encontradas devido ao grande número de alterações ocorreu, mas o susto foi grande. O Tricolor fez o Galo de gato e sapato, judiou e depenou a equipe mineira. No fim, 2 a 0 sem o Galo esboçar qualquer tipo de reação.

Na saída de campo, Ricardo Oliveira evitou desculpas que poderiam colocar contra a parede. ?Não vale a desculpa, treinamos juntos por vários dias?, sentenciou. A equipe foi pra São Paulo para o duelo contra o Palmeiras. Diante do Verdão, a situação melhorou. O Atlético foi mais criativo e, apesar dos erros da defesa, com Juninho entregando um gol e Victor vacilando no terceiro tento, o Galo deu um alento ao seu torcedor, com um futebol mais bem apresentável.

Agora é a hora de mudar a situação. Quando saiu de BH rumo ao sul do Brasil, a equipe mineira sustentava a segunda colocação do nacional. Agora, o time alvinegro está na quinta colocação, com os mesmos 23 pontos.

Para o confronto, o volante Matheus Galdezani não poderá atuar. Ele foi expulso após a partida contra o Palmeiras, após reclamar sobre as decisões do juiz. Diante disso, o técnico Thiago Larghi trabalha no nome para substituir. A tendência é que Tomas Andrade seja substituto.

A vitória sobre o América Mineiro no final de semana deu novo ânimo ao Tricolor da Vila, que segue em situação complicada na zona de rebaixamento, mas finalmente poderá deixar o grupo dos quatro últimos caso obtenha um resultado positivo fora de casa e conte com o tropeço dos adversários diretos.

Os desafios para o técnico Rogério Micale, que segue ajustando o time pernasita, são grandes. Depois do Galo, o próximo adversário é o Palmeiras, em São Paulo. Por isso, mesmo que não saia da ZR, o Paraná poderá ficar satisfeito em voltar para casa com pelo menos dois pontos ganhos.

Para a parida, o desfalque será o atacante Carlos, que fica de fora por conta de questões contratuais. Já o zagueiro Rayan está novamente à disposição. Resta saber se Cléber Reis, que foi reintegrado ao time após problemas disciplinares e fez ótima partida contra o Coelho vai perder a posição, já que Igor surpreendeu atuando improvisado como zagueiro e já se colocou à disposição para jogar em qualquer posição na linha de defesa.

?Poucas pessoas me conheciam como zagueiro e é normal essa desconfiança. Eu tenho essa noção de jogar como zagueiro e só tenho a agradecer a confiança da torcida e também da comissão técnica?, disse o defensor, mostrando ser polivalente. ?Já atuei também como volante, mas foi antigamente mais como cabeça de área. Também joguei como lateral-direito. Joguei em todas as posições naquela linha de quatro?, concluiu.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG x PARANÁ

Data: 25 de julho de 2018, Quarta

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)

Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS)

ATLÉTICO?MG: Victor, Patric, Gabriel, Juninho, Fábio Santos, José Welison, Elias, Luan, Chará, Tomas Andrade, Ricardo Oliveira

Técnico: Thiago Larghi

PARANÁ: Thiago Rodrigues; Junior, Cléber Reis (Igor), Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Caio Henrique, Nadson e Carlos Eduardo; Silvinho, Rodolfo e Léo Itaperuna.

Técnico: Rogério Micale

Gazeta Esportiva

TAGS