PUBLICIDADE
Esportes

Atlético comemora cinco anos da conquista da América; Relembre principais jogos

O Atlético comemora nesta terça-feira os cinco anos do título da Copa Libertadores de 2013. A agremiação mineira chegou à taça após uma campanha incrível indo contra tudo e contra todos e somente a torcida acreditando. Para comemorar, o clube fez um especial, exibido no Youtube, Twitter e Facebook, com depoimentos e momentos marcantes da [?]

08:15 | 24/07/2018

O Atlético comemora nesta terça-feira os cinco anos do título da Copa Libertadores de 2013. A agremiação mineira chegou à taça após uma campanha incrível indo contra tudo e contra todos e somente a torcida acreditando. Para comemorar, o clube fez um especial, exibido no Youtube, Twitter e Facebook, com depoimentos e momentos marcantes da conquista.

O Atlético iniciou a campanha do título da Copa Libertadores com a formação do elenco ainda em 2012. Os principais nomes foram contratados no ano anterior. Ronaldinho, por exemplo, deixou o Flamengo praticamente um ano antes de levantar a taça continental.

Vale lembrar, inclusive, que o próprio treinador, Cuca, foi contratado em 2011 e, por pouco, não entregou o cargo no fim daquela temporada, com sete derrotas seguidas e uma goleada para o Cruzeiro. O Presidente da época, Alexandre Kalil ? hoje prefeito de Belo Horizonte ? no entanto, fez questão de seguir com o treinador no comando técnico.

Com o Galo formado, e a tristeza de perder o título Brasileiro em 2012 para o Fluminense, o Atlético entrou em 2013 confiante por grandes conquistas. A equipe estava bem estruturada.

O jogo da água

O Atlético teria pela frente, na estreia na Copa Libertadores, o São Paulo. Tradicional no torneio, com títulos na bagagem, o Tricolor tinha pela frente o Galo que não via uma Libertadores há 13 anos.

O jogo de estreia mostrou o Galo que seria na Libertadores. A equipe mineira se mandou para o ataque logo nos primeiros minutos e mostrou muita intensidade. O São Paulo, porém, se segurava como podia.

A partida ficou marcada como jogo da água. Em uma jogada ensaiada, Marcos Rocha aproveitou que Ronaldinho tinha pedido água para o goleiro Rogério Ceni e mandou a cobrança de lateral direito para o camisa 10. Como pelas regras, a bola do lateral direito para o ataque não tem impedimento, o craque rolou para Jô que marcou o gol da vitória.

Sul-Americanos sem chances

O Atlético tinha no grupo Arsenal de Sarandi e The Strongest. Os dois times não representaram qualquer dificuldade para a equipe mineira. Vale destacar, inclusive, que o clube argentino causou muita confusão em Belo Horizonte após uma sonora goleada, com direito a show de Ronaldinho Gaúcho.

Quando tá valendo, tá valendo

O jogo de volta da Libertadores na casa do São Paulo, O Tricolor venceu a equipe mineira. O resultado decretou que as equipes se encontrariam novamente nas oitavas, por causa dos critérios de classificação. O Atlético, com melhor campanha na primeira fase, sendo o primeiro colocado geral, decidiria em casa à partir deste momento.

O primeiro jogo foi vencido pelo Atlético, em São Paulo. Nesta partida, a virada ocorreu com gol de cabeça de Ronaldinho Gaúcho que saiu gritando ?aqui é Galo, po..?. Na partida de volta, o clube mineiro voltou a vencer, com uma goleada de 4 a 1.

Na saída de campo, questionado sobre o jogo e as provocações, Ronaldinho Gaúcho, sorrindo, respondeu: ?quando tá valendo, tá valendo?. Na ocasião, o clube mineiro tirou o pé para perder para o São Paulo no último jogo da fase de grupos justamente para não ter que viajar para jogar as oitavas de final fora do Brasil.

Victor vira santo

Na fase seguinte o Atlético encontrou o Tijuana-MEX. O primeiro jogo foi um empate por 2 a 2, com o Galo fazendo um primeiro tempo questionável e com Luan salvando no finalzinho com gol de empate. Na segunda partida, novamente um empate.

Porém, aos 48 minutos do segundo tempo, após um lançamento despretensioso, Leonardo Silva derrubou o atacante na área. Riascos partiu para a bola e Victor, com o pé esquerdo, fez a defesa.

Eu acredito

Com a sequência dentro do torneio, o Atlético enfrentou o Newells, da Argentina. O primeiro duelo desanimou bastante o grupo preto e branco com a derrota por 2 a 0. A torcida, porém, acreditava. O estádio Independência lotado com os gritos de ?Eu Acredito?. Os jogadores conseguiram o resultado necessário, com gol de Guilherme no finalzinho. Na disputa de pênaltis, Victor novamente apareceu para salvar o Galo.

Libertados

Na final, novamente o Galo perdeu por 2 a 0 o confronto de ida. Para a equipe que já tinha chegado até ali, os torcedores do Atlético acreditavam.

O duelo foi para o Mineirão e a capacidade foi esgotada. O Atlético conseguiu o primeiro gol no início do segundo tempo, com Jô e o segundo no fim da etapa complementar, com Leonardo Silva, de cabeça. Nos pênaltis, Victor novamente fez milagres e deu o título ao Galo.

Gazeta Esportiva

TAGS
Atlético comemora cinco anos da conquista da América; Relembre principais jogosClube Atlético Mineiro | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Atlético comemora cinco anos da conquista da América; Relembre principais jogos

O Atlético comemora nesta terça-feira os cinco anos do título da Copa Libertadores de 2013. A agremiação mineira chegou à taça após uma campanha incrível indo contra tudo e contra todos e somente a torcida acreditando. Para comemorar, o clube fez um especial, exibido no Youtube, Twitter e Facebook, com depoimentos e momentos marcantes da [?]

08:15 | 24/07/2018

O Atlético comemora nesta terça-feira os cinco anos do título da Copa Libertadores de 2013. A agremiação mineira chegou à taça após uma campanha incrível indo contra tudo e contra todos e somente a torcida acreditando. Para comemorar, o clube fez um especial, exibido no Youtube, Twitter e Facebook, com depoimentos e momentos marcantes da conquista.

O Atlético iniciou a campanha do título da Copa Libertadores com a formação do elenco ainda em 2012. Os principais nomes foram contratados no ano anterior. Ronaldinho, por exemplo, deixou o Flamengo praticamente um ano antes de levantar a taça continental.

Vale lembrar, inclusive, que o próprio treinador, Cuca, foi contratado em 2011 e, por pouco, não entregou o cargo no fim daquela temporada, com sete derrotas seguidas e uma goleada para o Cruzeiro. O Presidente da época, Alexandre Kalil ? hoje prefeito de Belo Horizonte ? no entanto, fez questão de seguir com o treinador no comando técnico.

Com o Galo formado, e a tristeza de perder o título Brasileiro em 2012 para o Fluminense, o Atlético entrou em 2013 confiante por grandes conquistas. A equipe estava bem estruturada.

O jogo da água

O Atlético teria pela frente, na estreia na Copa Libertadores, o São Paulo. Tradicional no torneio, com títulos na bagagem, o Tricolor tinha pela frente o Galo que não via uma Libertadores há 13 anos.

O jogo de estreia mostrou o Galo que seria na Libertadores. A equipe mineira se mandou para o ataque logo nos primeiros minutos e mostrou muita intensidade. O São Paulo, porém, se segurava como podia.

A partida ficou marcada como jogo da água. Em uma jogada ensaiada, Marcos Rocha aproveitou que Ronaldinho tinha pedido água para o goleiro Rogério Ceni e mandou a cobrança de lateral direito para o camisa 10. Como pelas regras, a bola do lateral direito para o ataque não tem impedimento, o craque rolou para Jô que marcou o gol da vitória.

Sul-Americanos sem chances

O Atlético tinha no grupo Arsenal de Sarandi e The Strongest. Os dois times não representaram qualquer dificuldade para a equipe mineira. Vale destacar, inclusive, que o clube argentino causou muita confusão em Belo Horizonte após uma sonora goleada, com direito a show de Ronaldinho Gaúcho.

Quando tá valendo, tá valendo

O jogo de volta da Libertadores na casa do São Paulo, O Tricolor venceu a equipe mineira. O resultado decretou que as equipes se encontrariam novamente nas oitavas, por causa dos critérios de classificação. O Atlético, com melhor campanha na primeira fase, sendo o primeiro colocado geral, decidiria em casa à partir deste momento.

O primeiro jogo foi vencido pelo Atlético, em São Paulo. Nesta partida, a virada ocorreu com gol de cabeça de Ronaldinho Gaúcho que saiu gritando ?aqui é Galo, po..?. Na partida de volta, o clube mineiro voltou a vencer, com uma goleada de 4 a 1.

Na saída de campo, questionado sobre o jogo e as provocações, Ronaldinho Gaúcho, sorrindo, respondeu: ?quando tá valendo, tá valendo?. Na ocasião, o clube mineiro tirou o pé para perder para o São Paulo no último jogo da fase de grupos justamente para não ter que viajar para jogar as oitavas de final fora do Brasil.

Victor vira santo

Na fase seguinte o Atlético encontrou o Tijuana-MEX. O primeiro jogo foi um empate por 2 a 2, com o Galo fazendo um primeiro tempo questionável e com Luan salvando no finalzinho com gol de empate. Na segunda partida, novamente um empate.

Porém, aos 48 minutos do segundo tempo, após um lançamento despretensioso, Leonardo Silva derrubou o atacante na área. Riascos partiu para a bola e Victor, com o pé esquerdo, fez a defesa.

Eu acredito

Com a sequência dentro do torneio, o Atlético enfrentou o Newells, da Argentina. O primeiro duelo desanimou bastante o grupo preto e branco com a derrota por 2 a 0. A torcida, porém, acreditava. O estádio Independência lotado com os gritos de ?Eu Acredito?. Os jogadores conseguiram o resultado necessário, com gol de Guilherme no finalzinho. Na disputa de pênaltis, Victor novamente apareceu para salvar o Galo.

Libertados

Na final, novamente o Galo perdeu por 2 a 0 o confronto de ida. Para a equipe que já tinha chegado até ali, os torcedores do Atlético acreditavam.

O duelo foi para o Mineirão e a capacidade foi esgotada. O Atlético conseguiu o primeiro gol no início do segundo tempo, com Jô e o segundo no fim da etapa complementar, com Leonardo Silva, de cabeça. Nos pênaltis, Victor novamente fez milagres e deu o título ao Galo.

Gazeta Esportiva

TAGS