PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Postulantes ao título de 2020, Abel e Ceni participaram do rebaixamento do Cruzeiro em 2019

Ceni ficou por oito jogos e foi substituído por Abel, que somou 14 partidas antes de também ser trocado

08:55 | 25/02/2021
Rogério Ceni comandou o Cruzeiro em oito jogos, mas foi demitido após atritos internos  (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)
Rogério Ceni comandou o Cruzeiro em oito jogos, mas foi demitido após atritos internos (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

Nesta quinta-feira, será definido o campeão brasileiro. Os únicos postulantes ao título são Flamengo, de Rogério Ceni, e Internacional, de Abel Braga.

Os treinadores que hoje brigam pela taça estavam em uma situação oposta na edição de 2019 do Campeonato Brasileiro. Ambos participaram da campanha do rebaixamento do Cruzeiro.

O primeiro a assumir a Raposa foi Rogério Ceni, que optou por deixar o Fortaleza e assumir a vaga que era de Mano Menezes. O trabalho do ex-goleiro em Minas Gerais foi curto, com uma duração de menos de dois meses, somando oito jogos, com duas vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Logo após a saída de Ceni, o nome escolhido foi o de Abel Braga. O passagem do treinador pelo Cruzeiro foi um pouco mais longa, de cerca de dois meses, com um total de 14 partidas, somando três vitórias, oito empates e três derrotas.

Agora, os ex-comandantes da Raposa tentam triunfar em suas atuais equipes. O Flamengo lidera a competição com 71 pontos, dois a mais que o Inter.

Na última rodada, o Rubro-Negro visita o São Paulo no Morumbi, enquanto o Colorado recebe o Corinthians no Beira-Rio. Ambos os jogos ocorrem às 21h30 (de Brasília).