PUBLICIDADE
Copa do Mundo
NOTÍCIA

Com gols de Messi e Sánchez, Argentina e Chile ficam no 1 a 1 pelas Eliminatórias

Os argentinos têm encontrados dificuldades quando enfrentam os chilenos

08:59 | 04/06/2021
Messi marcou de pênalti para a Argentina, mas Sánchez igualou o placar para o Chile  (Foto: Jan Mabromata / AFP)
Messi marcou de pênalti para a Argentina, mas Sánchez igualou o placar para o Chile (Foto: Jan Mabromata / AFP)

Em partida válida pela sétima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, Argentina e Chile empataram em 1 a 1, nesta quinta-feira, 3, no Estádio Único Madre de Ciudades, em Santiago del Estero. O craque Lionel Messi abriu o placar para os donos da casa, mas Alexis Sánchez deixou tudo igual.

Com o resultado, a Argentina perdeu a chance de dormir na liderança das Eliminatórias. A equipe do técnico Lionel Scaloni está na vice-liderança com 11 pontos, um a menos que o Brasil, que enfrenta o Equador na sexta-feira. Já o Chile tem apenas cinco pontos, aparece na sexta colocação e está fora da zona de classificação para a Copa do Mundo.

As duas seleções voltam a ter compromissos pelas Eliminatórias Sul-Americanas na terça-feira. Enquanto a Argentina visita a Colômbia, às 20 horas, em Barranquilla, o Chile recebe a Bolívia, às 22h30, em Santiago.

Argentina e Chile protagonizaram um duelo de muitas chances. Logo aos nove minutos, Eduardo Vargas levou perigo em finalização cruzada da entrada da área. Os donos da casa responderam rapidamente em lançamento de Di María para Lautaro Martínez, que acabou derrubado dentro da área por Maripán. Após consultar o VAR, o árbitro assinalou pênalti, que foi convertido com muita categoria por Lionel Messi.

A vantagem argentina, no entanto, não durou muito tempo. Aos 35 minutos, Alexis Sánchez aproveitou o desvio de Medel após cobrança de falta de Aránguiz e completou para a rede de Emiliano Martínez. Antes do intervalo, ainda deu tempo de Messi cobrar falta no ângulo esquerdo de Claudio Bravo, que realizou grande defesa.

No segundo tempo, a Argentina foi para o ataque em busca da vitória, mas foi o Chile quem teve as primeiras oportunidades claras. Alexis Sánchez, em cobrança de falta, e Eduardo Vargas arriscaram, mas mandaram por cima do gol.

No fim, Messi protagonizou os três lances de maior perigo da última etapa. Depois de acertar o travessão em cobrança de falta, o camisa 10 exigiu duas boas intervenções de Claudio Bravo em chutes colocados. Com isso, o 1 a 1 permaneceu no placar até o apito final.