PUBLICIDADE
Esportes

De volta às quartas, Neymar ganha afagos de Tite e minimiza críticas

O atacante Neymar, vitimado por lesão, deu adeus à Copa do Mundo de 2014 nas quartas de final. De volta ao mesmo estágio, o astro da Seleção Brasileira ganhou afagos do técnico Tite após o triunfo sobre o México, alcançado nesta segunda-feira, e deu de ombros para os críticos. ?Ele está melhorando (no aspecto emocional). [?]

15:45 | 02/07/2018

O atacante Neymar, vitimado por lesão, deu adeus à Copa do Mundo de 2014 nas quartas de final. De volta ao mesmo estágio, o astro da Seleção Brasileira ganhou afagos do técnico Tite após o triunfo sobre o México, alcançado nesta segunda-feira, e deu de ombros para os críticos.

?Ele está melhorando (no aspecto emocional). Quando você gasta energia em outras situações que não sejam jogar, perde o foco. Ele gosta de jogar, de driblar e, às vezes, gera incompreensão dos adversários, porque é muito rápido. É pecado driblar no último terço do campo? Não é pecado e o técnico promove isso?, disse Tite.

Inspirado, Neymar brilhou em Samara ao marcar o primeiro gol do Brasil e dar o passe para Firmino aumentar. No segundo tempo, após receber pisão de Layun fora do gramado, o atacante ficou se contorcendo, lance que gerou críticas do técnico Juan Carlos Osório.

Protegido pelo técnico Tite durante a entrevista coletiva, Neymar não comentou as declarações do técnico do México. O principal jogador da Seleção Brasileira, questionado sobre as críticas e polêmicas que o acompanham, tratou de minimizar a situação.

?Não ligo muito para crítica. Às vezes, nem mesmo para elogios, porque isso pode influenciar a cabeça do atleta. Nesses últimos dois jogos, não falei com a imprensa, não falei nada. Porque eu não queria polêmica, porque tem muita gente falando e uns se alteram. Não sei se querem aparecer, não se sei querem falar?, declarou, focado.

?Eu só tenho que jogar futebol. Tenho que ajudar meus companheiros, ajudar minha equipe. Eu vim aqui para isso e não para outra coisa. Vim para ganhar. Então, espero que possa melhorar cada vez mais. Sabia que precisaria de ritmo para voltar ao meu nível normal e, hoje, já me sinto muito melhor?, declarou.

Gazeta Esportiva

TAGS