PUBLICIDADE
Esportes

Bélgica suporta pressão inglesa e é eficiente no ataque para garantir o 3º lugar

Neste sábado, a Bélgica derrotou a Inglaterra, em São Petersburgo, e garantiu o terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia, feito que coroou o bom futebol apresentado pelos comandados de Roberto Martínez e deu a talentosa geração a marca de melhor campanha do país na competição. No entanto, o placar de 2 a 0, [?]

14:15 | 14/07/2018

Neste sábado, a Bélgica derrotou a Inglaterra, em São Petersburgo, e garantiu o terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia, feito que coroou o bom futebol apresentado pelos comandados de Roberto Martínez e deu a talentosa geração a marca de melhor campanha do país na competição. No entanto, o placar de 2 a 0, não mostra a dificuldade belga na partida.

Com o tento de Meunier antes dos 10 minutos de partida, a Inglaterra foi forçada a mudar sua característica e propor o jogo. Diante disso, tomou conta da posse de bola (57% a 43%) e através de um aproveitamento de 92% nos passes (contabilizados em 641 acertos de 698 tentativas) conseguiu criar boas oportunidades de gol.

Os comandados de Gareth Southgate finalizaram 15 vezes, sendo cinco no gol, sete para fora e três bloqueadas. Com uma boa eficiência no passe (88%), a Bélgica não ficou muito atrás e arrematou em 12 oportunidades (quatro em direção à meta de Courtois, três para fora e cinco bloqueadas).

Nas estatísticas defensivas as equipes se alternaram. Os belgas ganharam na bolas recuperadas (34 a 31) e nas rebatidas (27 a 18). Os ingleses, por sua vez, venceram nos desarmes (7 a 4) e nos bloqueios (5 a 3).

Tanto Inglaterra quanto Bélgica se despendem da Copa do Mundo da Rússia com um balanço positivo. Desacreditados, os ingleses voltaram à semifinal após 28 anos e devem terminar com o artilheiro, Harry Kane. Enquanto os belgas, com a vitória deste sábado, cravaram a melhor campanha na história do torneio.

Gazeta Esportiva

TAGS