Último título mundial do Brasil, penta completa 16 anosCopa do Mundo | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Último título mundial do Brasil, penta completa 16 anos

Seleção reunia Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho e tinha Felipão como técnico. Foi a última Copa até hoje decidida no alento individual

20:00 | 30/06/2018
NULL
NULL
[FOTO1]Quem tem menos de 16 anos tem agora a chance de ver a seleção brasileira de futebol masculino ser campeã do mundo pela primeira vez neste ano, na Rússia. Neste sábado, o último título mundial da seleção brasileira completou 16 anos. O pentacampeonato foi resultado do talento dos craques Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, da grande forma do goleiro Marcos, e de outros destaques como Cafu, Roberto Carlos e o técnico Luiz Felipe Scolari.

[FOTO2]Em 30 de junho de 2002, em Yokohama (Japão), o Brasil venceu a futura carrasca Alemanha por 2 a 0 e conquistou o Pentacampeonato Mundial. A marca não foi igualada por nenhuma seleção até hoje.

Aquela foi a última Copa em que o talento individual pesou mais que o jogo coletivo. Em 2006, 2010, e 2014, venceram equipes que tinham no coletivo sua força, a ponto de nem sempre ser fácil apontar um destaque individual. Naquela época, também foi difícil indicar um jogador - mas porque Ronaldo e Rivaldo se destacaram tanto que rivalizaram no posto de craque maior daquela conquista.

Em 2006, o Brasil chegou com outro grupo recheado de craques - além de Ronaldo e um Ronaldinho Gaúcho no auge da forma, havia Kaká, Adriano, Robinho, Zé Roberto, sob comando de Carlos Alberto Parreira. Mas, o elenco estrelado parou nas Quartas de Final.

Em 2010, o time de Dunga tentou apostar no conjunto, comandado por Kaká e Robinho, mas novamente o time parou nas Quartas de Final.

Em 2014, Neymar era o destaque numa seleção que, desfalcada da estrela, tomou um vexatório 7 a 1 da Alemanha.

Em 2018, na Rússia, Tite procura balancear o jogo coletivo com a capacidade de desequilibrar de Neymar e outros como Philippe Coutinho e Marcelo.
 
Sintoma do quanto o talento individual deixou de se sobrepor ao jogo coletivo foi visto neste mesmo sábado em que o Penta fez aniversário. Os dois maiores jogadores do mundo, Messi e Cistiano Ronaldo, foram eliminados com suas seleções por equipes mais coesas de França e Uruguai, respectivamente
TAGS