PUBLICIDADE
Esportes

O xodó de Guardiola: confira história do goleiro Ederson

Na última Copa do Mundo, Ederson era um mero desconhecido do torcedor brasileiro. Enquanto o Brasil sofria o 7 a 1, ele começava a se destacar em Portugal, mas com pouca visibilidade fora do país. Quatro anos depois, o reserva imediato de Alisson defende o Manchester City, de Pep Guardiola, e é um dos grandes [?]

08:15 | 04/06/2018

Na última Copa do Mundo, Ederson era um mero desconhecido do torcedor brasileiro. Enquanto o Brasil sofria o 7 a 1, ele começava a se destacar em Portugal, mas com pouca visibilidade fora do país. Quatro anos depois, o reserva imediato de Alisson defende o Manchester City, de Pep Guardiola, e é um dos grandes goleiros do futebol mundial.

Cria da base do São Paulo, Ederson foi vendido ao Benfica em 2009, com apenas 16 anos. Em Portugal, ele foi emprestado em 2011 ao modesto Ribeirão, seu primeiro clube profissional, onde ficou por um ano. Na temporada seguinte, foi emprestado ao Rio Ave, que comprou seus direitos econômicos. Após três anos na equipe, o Benfica o trouxe de volta para ser reserva de Júlio César, veterano de três Copas do Mundo, na temporada 2015-16.

Sua estreia com a camisa do Benfica pelo Campeonato Português foi em 5 de março de 2016, no lugar do compatriota lesionado. O resultado não foi dos melhores: derrota por 1 a 0 contra o rival Sporting. Quatro dias depois, o goleiro disputou seu primeiro jogo de Liga dos Campeões: derrota fora de casa contra o Zenit-RUS, pelas oitavas de final. Apesar da derrota, o time português avançou à fase seguinte. Ederson foi titular até o final da temporada, mesmo com Júlio César recuperado.

As boas atuações pelo Benfica na temporada 2016-17 lhe renderam a primeira chance na Seleção Brasileira em março de 2017. O goleiro foi convocado por Tite para os jogos contra Uruguai e Paraguai, ambos pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, mas não entrou em campo.

Ederson deu mais um passo à frente na carreira na temporada 2017-18. Apesar de jovem e com pouca experiência, o goleiro foi contratado pelo Manchester City pela bagatela de 40 milhões de euros, que o tornou o segundo goleiro mais caro da história. No time de Guardiola, Ederson fez parte da histórica campanha no Campeonato Inglês e chegou às quartas de final da Liga dos Campeões.

Em sua primeira temporada no futebol da Inglaterra, Ederson entrou em campo com a camisa da Seleção pela primeira vez. Em 11 de outubro de 2017, ele foi o titular na última partida das eliminatórias para a Copa, vitória por 3 a 0 sobre o Chile no Allianz Parque. A convocação para defender o Brasil na Copa do Mundo da Rússia, nada surpreendente, coroou a grande temporada do goleiro.

Gazeta Esportiva

TAGS