PUBLICIDADE
Esportes

Muller não esconde preocupação após derrota: ?Pressão é enorme?

Thomas Muller, um dos principais jogadores da atual seleção alemã, foi bastante sincero na coletiva de imprensa desta quarta-feira. O atacante garantiu que todo o elenco está ciente da importância do confronto com a Suécia, marcado para o próximo sábado, e não procurou minimizar a situação passada a derrota surpreendente para o México na estreia. [?]

13:30 | 20/06/2018

Thomas Muller, um dos principais jogadores da atual seleção alemã, foi bastante sincero na coletiva de imprensa desta quarta-feira. O atacante garantiu que todo o elenco está ciente da importância do confronto com a Suécia, marcado para o próximo sábado, e não procurou minimizar a situação passada a derrota surpreendente para o México na estreia.

?A pressão é enorme. Claro que fazemos autocrítica, mas é preciso olhar adiante. Nos restam dois jogos e a pressão é enorme. Sei que os alemães estão cabisbaixos por causa da derrota dos atuais campeões na partida de abertura, nossos amistosos também não empolgaram. Demos razão para as críticas, aceito isso tanto por parte do próprio time, quanto de pessoas de fora?, afirmou Muller.

Na primeira rodada do Grupo F, a Suécia venceu a Coreia do Sul por 1 a 0 e atualmente divide a liderança com o México. Caso o time nórdico vença a Alemanha no sábado, os atuais campeões mundiais poderão até ser eliminados dependendo do resultado do confronto entre mexicanos e coreanos.

?Nós temos duas grandes missões, temos que vencer em ambas. A chapa esquentou, mas definitivamente não iremos vencer se começarmos a nos odiarmos. O time e a comissão técnica não querem nada além de sucesso. Eu realmente desejo que os torcedores não percam as esperanças em nós. Você pode questionar, mas gostaria de pedir que fique conosco?, completou o atacante do Bayern de Munique, apelando para a torcida.

Alemanha e Suécia se enfrentam no próximo sábado, às 15h (de Brasília), no Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi.

Gazeta Esportiva

TAGS