PUBLICIDADE
Esportes

Gol no fim premia bombardeio saudita ao gol egípcio

Eliminada da Copa do Mundo da Rússia ainda na segunda rodada da fase de grupos, a Arábia Saudita fez por merecer em sua terceira e última partida e se despediu do torneio com vitória nesta segunda-feira. Contra o também eliminado Egito, em Volgogrado, os Falcões Verdes tiveram sua boa atuação premiada com um gol salvador [?]

13:45 | 25/06/2018

Eliminada da Copa do Mundo da Rússia ainda na segunda rodada da fase de grupos, a Arábia Saudita fez por merecer em sua terceira e última partida e se despediu do torneio com vitória nesta segunda-feira. Contra o também eliminado Egito, em Volgogrado, os Falcões Verdes tiveram sua boa atuação premiada com um gol salvador de Al-Dawsari, já nos acréscimos do segundo tempo, que fechou o placar em 2 a 1.

As estatísticas da partida evidenciam a superioridade saudita ao longo dos 90 minutos. Foram nada menos que 17 finalizações no gol defendido por Essam El-Hadary, 10 a mais que os egípcios. O aproveitamento dos chutes também foi significativamente melhor, já que acertaram sete conclusões dentro da meta, contra apenas uma dos adversários, justamente a que originou o gol marcado por Mohamed Salah.

Em termos de posse de bola, os árabes também não deixaram a desejar. Os números apontam para um grande volume de jogo, com direito a 61% de posse e 89% de aproveitamento nos passes ? 587 completos, no total. O Egito, por outro lado, acertou apenas 290, obtendo um percentual de acerto de 81%.

Foram sete escanteios para a Arábia Saudita contra somente um dos adversários. Por permanecerem a maior parte do tempo em seu campo de defesa, os egípcios lideraram as ações defensivas. Foram 50 desarmes e 33 bolas afastadas, contra 48 recuperações dos Falcões, que só afastaram a redonda 22 vezes.

Com os três pontos conquistados em Volgogrado, os sauditas, portanto, encerram sua participação na Copa do Mundo da Rússia na terceira posição do Grupo A, atrás do líder Uruguai, que venceu as três partidas e se classificou às oitavas de final com nove pontos ganhos, e da anfitriã Rússia, vice-líder com seis. O Egito se despede na lanterna da chave, zerado em termos de pontuação.

Gazeta Esportiva

TAGS