PUBLICIDADE
Esportes

Brasil domina e é muito superior nos números contra a Costa Rica

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida. No entanto para [?]

12:30 | 22/06/2018

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida.

No entanto para conseguir chegar a estes dois gols, a equipe precisou finalizar 23 vezes ao gol adversário. Destes, apenas nove tiveram a direção correta do gol adversários, além de uma na trave, com Gabriel Jesus numa cabeçada no segundo tempo.

Apesar da dificuldade em marcar gols, o Brasil foi muito superior em todas as estatísticas em relação ao seu adversário. Se o Brasil finalizou 23 vezes, a seleção da Costa Rica chutou ao gol em apenas quatro oportunidades e nenhuma com a direção correta ao gol de Alisson.

Na posse de bola, o Brasil foi também muito melhor, já que esteve com ela em 66% do tempo. Com essa posse, a equipe buscou furar o bloqueio costa riquenho através do passe, por isso tocou a bola 742 vezes, contra apenas 274 da equipe adversária.

A demora para fazer o gol também rendeu um problema de nervosismo a nossa Seleção. Tanto que apesar das duas equipes terem cometido 11 faltas, apenas o Brasil recebeu cartão amarelo, sendo para dois jogadores do ataque: Neymar e Philippe Coutinho. Além disso, os dois cartões foram por reclamações contra a arbitragem.

Gazeta Esportiva

TAGS
Brasil domina e é muito superior nos números contra a Costa RicaCopa do Mundo | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Brasil domina e é muito superior nos números contra a Costa Rica

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida. No entanto para [?]

12:30 | 22/06/2018

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida.

No entanto para conseguir chegar a estes dois gols, a equipe precisou finalizar 23 vezes ao gol adversário. Destes, apenas nove tiveram a direção correta do gol adversários, além de uma na trave, com Gabriel Jesus numa cabeçada no segundo tempo.

Apesar da dificuldade em marcar gols, o Brasil foi muito superior em todas as estatísticas em relação ao seu adversário. Se o Brasil finalizou 23 vezes, a seleção da Costa Rica chutou ao gol em apenas quatro oportunidades e nenhuma com a direção correta ao gol de Alisson.

Na posse de bola, o Brasil foi também muito melhor, já que esteve com ela em 66% do tempo. Com essa posse, a equipe buscou furar o bloqueio costa riquenho através do passe, por isso tocou a bola 742 vezes, contra apenas 274 da equipe adversária.

A demora para fazer o gol também rendeu um problema de nervosismo a nossa Seleção. Tanto que apesar das duas equipes terem cometido 11 faltas, apenas o Brasil recebeu cartão amarelo, sendo para dois jogadores do ataque: Neymar e Philippe Coutinho. Além disso, os dois cartões foram por reclamações contra a arbitragem.

Gazeta Esportiva

TAGS
Brasil domina e é muito superior nos números contra a Costa RicaCopa do Mundo | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes

Brasil domina e é muito superior nos números contra a Costa Rica

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida. No entanto para [?]

12:30 | 22/06/2018

Quem vê o placar em 2 a 0 acredita que a Seleção Brasileira não teve grandes dificuldades para derrotar a Costa Rica. No entanto, a partida se mostrou bastante dura para o Brasil, que lutou muito para conseguir os gols e acabou sendo recompensado com dois já nos minutos finais da partida.

No entanto para conseguir chegar a estes dois gols, a equipe precisou finalizar 23 vezes ao gol adversário. Destes, apenas nove tiveram a direção correta do gol adversários, além de uma na trave, com Gabriel Jesus numa cabeçada no segundo tempo.

Apesar da dificuldade em marcar gols, o Brasil foi muito superior em todas as estatísticas em relação ao seu adversário. Se o Brasil finalizou 23 vezes, a seleção da Costa Rica chutou ao gol em apenas quatro oportunidades e nenhuma com a direção correta ao gol de Alisson.

Na posse de bola, o Brasil foi também muito melhor, já que esteve com ela em 66% do tempo. Com essa posse, a equipe buscou furar o bloqueio costa riquenho através do passe, por isso tocou a bola 742 vezes, contra apenas 274 da equipe adversária.

A demora para fazer o gol também rendeu um problema de nervosismo a nossa Seleção. Tanto que apesar das duas equipes terem cometido 11 faltas, apenas o Brasil recebeu cartão amarelo, sendo para dois jogadores do ataque: Neymar e Philippe Coutinho. Além disso, os dois cartões foram por reclamações contra a arbitragem.

Gazeta Esportiva

TAGS