PUBLICIDADE
Esportes

Alisson sobre empurrão: ?Se for permitido, vamos trabalhar com isso?

O empurrão sofrido pelo zagueiro Miranda no único gol que decretou o empate entre a Seleção Brasileira e a Suíça segue repercutindo. O goleiro Alisson falou em tom irônico sobre a jogada e aproveitou para negar qualquer falha sua ou de seus companheiros na jogada. ?A boal parada é algo que trabalhamos muito, sabemos que [?]

07:15 | 18/06/2018

O empurrão sofrido pelo zagueiro Miranda no único gol que decretou o empate entre a Seleção Brasileira e a Suíça segue repercutindo. O goleiro Alisson falou em tom irônico sobre a jogada e aproveitou para negar qualquer falha sua ou de seus companheiros na jogada.

?A boal parada é algo que trabalhamos muito, sabemos que muda partidas. Se esses empurrões forem permitidos, temos que trabalhar com isso também?, afirmou o goleiro ao Fox Sports.

?Falha acho uma palavra forte por um erro que não foi nosso. Houve o empurrão. Mas claro que fica o sentimento de que poderíamos ter feito alguma coisa diferente. Vamos analisar isso durante a semana?, completou.

O gol de empate da Suíça, anotado por Zuber aos quatro minutos do segundo tempo, em lance que os canarinhos pediram a intervenção do árbitro de vídeo por conta de um empurrão do suíço em Miranda não foi o único lance que causou revolta nos comandados de Tite.

Com 27 minutos da etapa final, Gabriel Jesus dominou na área, girou sobre Akanji e caiu no gramado reclamando de te sido agarrado. O árbitro mexicano César Ramos mandou o jogo seguir e voltou a abrir mão do recurso de vídeo, revoltando a equipe nacional.

Independentemente da influência da arbitragem na estreia, os brasileiros já deixaram claro que os erros não podem servir como desculpa pela igualdade em Rostov. O foco agora está na Costa Rica, adversária da próxima sexta-feira, e mais uma seleção que deve atuar fechada diante do poderio ofensivo nacional.

?Criamos bastante na partida, mas não foram chances claras, de ficarmos sozinhos. A marcação deles é sempre densa, o time muito fechado. Nosso chute mais claro foi do Coutinho, que teve muita qualidade para bater de longe, dominara e limpar. Não era o resultado que queríamos, mas temos que trabalhar durante a semana, raciocinar em cima dos erros e acertos?, finalizou o camisa 1.

Gazeta Esportiva

TAGS