Participamos do

Prefeito de Belo Horizonte critica quebra de protocolo em jogo no Mineirão: "Irresponsáveis"

Alexandre Kalil detona descumprimento das normas sanitárias em partida do Atlético-MG pela Copa Libertadores: "Desaforo e desrespeito". Duelo teve público de 17 mil pessoas
13:38 | Ago. 19, 2021
Autor Gazeta Esportiva
Foto do autor
Gazeta Esportiva Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Atlético Mineiro venceu o River Plate por 3 a 0, na quarta-feira, no Mineirão. A partida, que garantiu classificação do Galo à semifinal da Libertadores, contou com o retorno dos torcedores ao estádio, que teve 30% de capacidade disponível.

Em entrevista ao Bom Dia Minas, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, desaprovou a conduta da torcida, que não cumpriu os protocolos sanitários. Houve aglomerações no entorno do estádio, antes do jogo, e torcedores sem máscara.

O ex-presidente do Galo destacou que a presença de público “foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético”. “Primeiro, quero deixar claro que foi bom o resultado, todo mundo sabe que eu nunca escondi o meu coração atleticano para ninguém. Mas, quando vi aquela cena no Minerão, desesperei. Ontem mesmo entrei em contato com o secretário de saúde [Jackson Machado]”, comentou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O jogo entre Cruzeiro e Confiança pela Série B, na sexta-feira, também contará com torcedores nas arquibancadas. O prefeito afirmou que conversará com o clube para que o protocolo não seja novamente descumprido.

Kalil disse que a aglomeração de quarta-feira “não foi o combinado” e que, por conta disso, irá repensar a possibilidade de os torcedores irem ao estádio na capital mineira.

“A gente tenta ajudar. Não passou no teste, não vai acontecer de novo, se for nesse molde. Podemos aprimorar, apurar. Mas o que me entristeceu foram aquelas cenas horrorosas, irresponsáveis, que o prefeito faz parte da irresponsabilidade, porque o prefeito, burro que é, aceitou que eles iam cumprir o compromisso que tinham com a prefeitura”, pontuou.

“Estão enganados os que acham que ‘ah, é o Atlético, ele não vai fazer’. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte”, completou.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags