PUBLICIDADE
Futebol
Noticia

Com apoio de Ceará e Fortaleza, clubes decidem criar liga para organizar Série A

Vovô e Leão se unem à maioria das equipes da elite e assinam documento para reivindicar organização do Campeonato Brasileiro a partir de 2022

15:44 | 15/06/2021
Ceará e Fortaleza apoiam criação de liga para organizar Série A do Brasileiro (Foto: Aurelio Alves)
Ceará e Fortaleza apoiam criação de liga para organizar Série A do Brasileiro (Foto: Aurelio Alves)

Em reunião realizada na tarde desta terça-feira, 15, no Rio de Janeiro, a maioria dos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro entrou em consenso pela criação de uma liga para organizar a principal competição nacional, de acordo com o ge. A medida conta com apoio de Ceará e Fortaleza.

O documento foi assinado por 19 dos 20 clubes da elite e será encaminhado à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), responsável por organizar o Brasileirão. O único clube que não aderiu ao pleito foi o Sport-PE, que vive turbulência política em meio à possível renúncia do presidente Milton Bivar.

A liga já organizaria a Série A a partir da próxima temporada. A iniciativa surge no início do mandato interino de Antônio Carlos Nunes, presidente em exercício da CBF após o afastamento de Rogério Caboclo, acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da entidade. Os clubes desejam ter maior participação e voz ativa em temas do futebol nacional, informou o ge.

"Os clubes entenderam que precisavam assumir cada vez mais o protagonismo no futebol brasileiro, participando mais ativamente do processo de escolha do presidente e do vice da CBF, com votos igualitários entre federações e times da Série A e Série B. Além disso, a criação de uma liga tem o objetivo de maximizar receitas, ofertar um produto de maior qualidade e maiores vantagens comerciais. Se os alemães, espanhóis e italianos fazem isso, nós brasileiros também podemos fazer. Essa mudança também é positiva para a CBF, que terá um processo eleitoral mais democrático e participativo, com melhorias na Série A", explicou Marcelo Paz, presidente do Leão, via assessoria. O Alvinegro não se manifestou.

De acordo com o estatuto da CBF, a demanda das equipes teria que passar ainda pelo crivo da Assembleia Geral Administrativa, em que só participam e votam as 27 federações estaduais.

O artigo 24 estabelece que "é facultado à CBF, a seu exclusivo critério e nos termos do presente Estatuto, mediante decisão de sua Assembleia Geral Administrativa, admitir a vinculação de Ligas constituídas ou organizadas por entidades de prática desportiva, para fins de integração de suas competições ao calendário anual de eventos oficiais do futebol brasileiro e para seu reconhecimento ou credenciamento na estrutura ou organização desportiva de futebol, no âmbito regional, nacional ou internacional".

Clique na imagem para abrir a galeria