PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Ministério Público de Brasília pede informações ao governo local sobre realização da Copa América

O MP busca saber as medidas tomadas pelo governo local em relação ao planejamento do evento e os protocolos de saúde estabelecidos

17:06 | 05/06/2021
Palmeiras e Defensa y Justicia fazem jogo da volta da Recopa no DF (Foto: )
Palmeiras e Defensa y Justicia fazem jogo da volta da Recopa no DF (Foto: )

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) requisitou informações para checar a segurança da realização da Copa América em Brasília, demonstrando preocupação com a disseminação da covid-19.

O MP busca saber as medidas tomadas pelo governo local em relação ao planejamento do evento e os protocolos de saúde estabelecidos.

Brasília recebe a abertura da Copa América, dia 13 de junho, além de outros sete jogos da competição. Segundo dados divulgados pelo governo, a capital teve até o momento um pouco mais de 409 mil casos de covid e 8.776 mortes. Atualmente, Brasília registra média móvel de 25 mortes e 938 casos por dia, segundo o G1.

Confira trecho da nota divulgada pelo MP:

“Diante da possibilidade de que Brasília receba jogos da Copa América 2021, a força-tarefa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) que fiscaliza as ações de combate à Covid-19 requisitou informações para averiguar a segurança do evento, de forma a evitar maior disseminação do vírus no Distrito Federal. O MPDFT quer saber sobre as tratativas da Arena e do governo local, e sobre o planejamento das ações de fiscalização dos protocolos sanitários durante a realização de partidas futebolísticas.

Ao presidente da Arena BSB, Richard Dubois, a força-tarefa requisitou informações detalhadas sobre as tratativas para a realização do evento, em especial as medidas a serem adotadas pela arena e pelo governo distrital visando à prevenção da transmissão do vírus e a não aglomeração de pessoas nas proximidades do Estádio Nacional Mané Garrincha. Esses esclarecimentos e os laudos técnicos referentes à arena, conforme disposto no Estatuto do Torcedor, deverão ser enviados ao MPDFT no prazo de 72 horas”.