PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Final brasileira na Libertadores mexe com distribuição de vagas para o torneio em 2021; Ceará tem interesse

Futebol brasileiro tem oito vagas garantidas no principal certame da Conmebol em 2021. Entenda como as vagas serão distribuídas e de que maneira o Ceará pode ser beneficiado

Brenno Rebouças
22:38 | 13/01/2021
Final brasileira na Copa Libertadores pode gerar G-8 na Série A do Brasileiro (Foto: Divulgação/Conmebol)
Final brasileira na Copa Libertadores pode gerar G-8 na Série A do Brasileiro (Foto: Divulgação/Conmebol)

Com a goleada por 3 a 0 sobre o Boca Juniors, no jogo de volta da fase semifinal, o Santos avançou para a final da Copa Libertadores da América e vai enfrentar o Palmeiras na decisão em partida única, dia 30 de janeiro. Isso significa que teremos um campeão brasileiro no torneio, o que mexe com a distribuição das vagas para a próxima Libertadores.

Com a final brasileira, o país passa a ter oito vagas garantidas para a próxima edição do torneio. Assim, a atual Série A do Brasileiro pode ter um G-8 de classificação para a Libertadores de 2021. Isso só acontecerá, no entanto, se o campeão da atual (Santos ou Palmeiras) e o campeão da Copa do Brasil 2020 (Grêmio ou Palmeiras) estiverem entre os oito primeiros.

Serão sete brasileiros classificados pelas competições nacionais e um pela Libertadores. A primeira vaga é do campeão do torneio da Conmebol em 2020. A segunda, do campeão da Copa do Brasil de 2020. As vagas 3 a 6 serão preenchidas pelos quatro melhores classificados na Série A de 2020, com exceção dos que já tenham logrado classificação por outra competição. E as vagas 7 e 8, que valem pré-Libertadores, ficarão com os dois melhores classificados na Série A de 2020, com exceção dos seis que já possuem vaga diretamente na fase de grupos.

É importante dizer que as equipes com vagas conquistadas pela Libertadores e Copa do Brasil precisam estar entre as oito melhores da Série A para que haja o G-8. Se o campeão da Copa do Brasil terminar o Campeonato Brasileiro em 11º, por exemplo, então as vagas seriam para o G-7 e o campeão do torneio nacional. A mesma lógica para a Libertadores.

Existe ainda a possibilidade do Palmeiras faturar a Libertadores e a Copa do Brasil de 2020. Nesse caso, ele entraria na edição 2021 da competição internacional como atual campeão dela, mas o vice da Copa do Brasil não herda a vaga. Nesse caso, a vaga que seria do torneio nacional vai para a Série A.

A distribuição então ficaria assim: vaga 1 para o Palmeiras (pela Libertadores), vagas 2 a 6 para os cinco melhores da Série A fora o Verdão e vagas 7 e 8 (de pré-Libertadores) para os dois melhores excetuando os clubes já garantidos na fase de grupos.

Atual 10º colocado da Série A, a três pontos do 8º, o Santos, o Ceará se interessa por um G-8 para a Libertadores, pois assim teria mais chances de conquistar uma vaga na principal competição da Conmebol.

Entenda:

Oito vagas. Sete classificados por competições nacionais (Série A e Copa do Brasil) e um como campeão da Libertadores:

Condição 1: campeão da Libertadores e da Copa do Brasil serem diferentes

Vaga 1: Campeão da Libertadores
Vaga 2: Campeão Copa do Brasil
Vaga 3 a 6: 4 melhores da Serie A após os chamados acima
Vaga 7 e 8: 2 melhores da Serie A após os chamados acima

Condição 2: campeão da Libertadores e da Copa do Brasil serem o mesmo (só Palmeiras pode fazer isso)

Vaga 1: Palmeiras, como campeão da Libertadores
Vaga 2 a 6: Os 5 melhores da Serie A, sem contar o Palmeiras
Vaga 7 e 8: os próximos 2 melhores da Série A que não estejam na chamada acima