PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

"Messi dará uma chance ao Barça", diz Laporta, candidato à presidência do clube

O atacante argentino ameaçou deixar o clube ao final da última temporada europeia

16:09 | 30/11/2020
Lionel Messi, atacante do Barcelona (Foto: LLUIS GENE / AFP)
Lionel Messi, atacante do Barcelona (Foto: LLUIS GENE / AFP)

O ex-presidente do Barcelona, Joan Laporta, oficializou nesta segunda-feira, 30, a sua candidatura às eleições de 24 de janeiro no clube e se mostrou convencido de que Lionel Messi "dará uma chance ao Barça".

"Me apresento porque adoro o Barça e porque acredito que temos a preparação necessária para fazer as mudanças de que o clube necessita", disse Laporta durante uma cerimônia de apresentação. "Temos um plano para devolver o clube à linha da frente mundial", acrescentou o ex-presidente do Barcelona entre 2003 e 2010.

Para se confirmar como candidato, Laporta terá de fornecer 2.257 assinaturas de apoio e apresentar uma garantia equivalente a cerca de 125 milhões de euros (149 milhões de dólares).

"Vamos trabalhar para recuperar a situação econômica do clube, que é dramática, mas vamos reverter com esforço e trabalho", acrescentou Laporta.

O já candidato se recusou a comentar possíveis contratações porque "falar nisso desestabilizaria o elenco principal", mas está convencido de que Messi continuará no Barcelona. "Messi ama o Barça e tenho certeza de que vai lhe dar uma chance", disse Laporta.

"Se estou orgulhoso de algo, é que aquilo que foi dito sempre foi cumprido. Queremos um projeto vencedor que volte a dominar a Champions League e penso que com o Leo no elenco podemos construir uma equipe muito boa", acrescentou.

Laporta admitiu, no entanto, que ainda não conversou com o capitão do Barça.

"Ninguém pode duvidar que Messi ama o Barça e nós nos respeitamos e amamos, mas não falei com ele. Quando as eleições passarem, espero ter a confiança do sócio e depois falarei com ele", disse Laporta, que volta a focar na presidência do Barça cinco anos depois de perder as eleições em 2015.

Derrotado então pelo demissionário Josep Maria Bartomeu, Laporta, advogado de profissão e fervoroso defensor da independência da Catalunha, tem a seu favor os títulos conquistados durante o seu mandato.

Em seus sete anos à frente do clube, o Barça conquistou 12 títulos, incluindo duas Liga dos Campeões (2006 e 2009) e quatro Ligas Espanholas (2005, 2006, 2009 e 2010).

Laporta é o oitavo candidato à presidência do Barcelona, após a renúncia de Bartomeu.