PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Após pressão de patrocinadores, Santos anuncia suspensão de contrato de Robinho, condenado por estupro na Itália

Através das redes sociais, o clube paulista informou que o vínculo com o atleta foi descontinuado em acordo comum

Gabriel Lopes
19:32 | 16/10/2020
Santos e Robinho suspenderam o contrato após pressão de patrocinadores do clube (Foto: Divulgação/Santos FC)
Santos e Robinho suspenderam o contrato após pressão de patrocinadores do clube (Foto: Divulgação/Santos FC)

Após repercussão negativa da contratação de Robinho pelo Santos, que gerou protestos do público e pressão de patrocinadores, o Peixe anunciou nesta sexta-feira, 16, por meio das redes sociais, a suspensão do contrato com o atleta, firmado no último dia 10 de outubro. O jogador foi condenado em primeira instância por estupro de uma mulher na Itália em 2013. Ele foi sentenciado a nove anos de prisão por violência sexual de grupo contra uma jovem de origem albanesa e aguarda julgamento em instâncias superiores.

O atleta, através do "Stories" no Instagram, se manifestou sobre o caso e também informou a suspensão contratual. "Tomei a decisão, junto com o presidente [do Santos], da suspensão do meu contrato, nesse momento conturbado da minha vida. Meu objetivo foi sempre ajudar o Santos Futebol Clube. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que eu saia e foque nas minhas coisas pessoais", disse.

Nesta sexta-feira uma reportagem do Globo Esporte mostrou transcrições de Robinho falando explicitamente sobre o caso de estupro, mostrando a maneira como ele participou do caso. Após a repercussão, muitos patrocinadores do Santos pressionaram o clube por um posicionamento imediato. A Orthopride chegou a romper o contrato com o time da Vila Belmiro.

O jogador foi enquadrado no artigo “609 bis” do código penal italiano pelo crime cometido em janeiro de 2013. Trata sobre a participação de duas ou mais pessoas reunidas para ato de violência sexual, forçando alguém a manter relações sexuais, diante de condições físicas ou psíquica inferiores.