PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

Morre ex-árbitro assistente Rudson Aquino, vítima da Covid-19

Tenente da Polícia Militar, Rudson estava internado há 15 dias e chegou a ter uma parada cardíaca na noite de segunda-feira, 18.

Brenno Rebouças
17:03 | 19/05/2020
Rudson Aquino faleceu aos 52 anos
Rudson Aquino faleceu aos 52 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

O ex-árbitro assistente cearense Rudson Aquino, de 52 anos, faleceu nesta terça-feira, 19, vítima da Covid-19. Ele estava internado há 15 dias e chegou a ter uma parada cardíaca na noite de segunda-feira, 18. Tenente da Polícia Militar, trabalhava atualmente no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRAIO).

Rudson formou-se árbitro na turma de 1993 e conseguiu o escudo da CBF em 1999. Trabalhou em muitos Clássicos-Rei e outros jogos importantes. Saiu do quadro nacional em 2013, devido a idade e decidiu largar a bandeira definitivamente em 2015. Sempre conciliou o trabalho nos campos com o de policial militar (ingressou na PM em 1988).

Amigo pessoal de Rudson, o presidente da Comissão de Arbitragem da FCF, o também ex-árbitro Paulo Silvio, falou sobre a carreira do colega. “O Rudson é da minha turma, era sargento na época, e a gente foi muito parceiro, achavam até que éramos irmãos. Trabalhamos em muitos jogos importantes juntos, viajamos juntos, entramos na CBF juntos e fora da arbitragem era muito amigo. Era um cara que eu tinha um carinho muito especial. Parou em 2015, mas de cabeça erguida, com dever cumprido. Era uma pessoa do bem. A arbitragem cearense está de luto e perdemos um grande homem”, disse, emocionado.

A Polícia Militar emitiu nota de pesar no site oficial, se solidarizando com os familiares. O sepultamento de Rudson Aquino será nesta quarta-feira, 20, às 9 horas, no cemitério São João Batista, no centro de Fortaleza.