PUBLICIDADE
Futebol
NOTÍCIA

CBF isenta clubes do pagamento de taxas de registro e transferências por tempo indeterminado

Mentora do futebol quer gerar economia de mais de R$ 1 milhão aos clubes com a medida

Brenno Rebouças
20:13 | 03/04/2020
Sem auxiliar equipes com dinheiro, CBF tenta mecanismos para diminuir gastos dos clubes no período sem bola rolando
Sem auxiliar equipes com dinheiro, CBF tenta mecanismos para diminuir gastos dos clubes no período sem bola rolando (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Como forma de amenizar prejuízos aos clubes, a CBF anunciou nesta sexta-feira, 3, que todas as equipes do futebol brasileiro estão isentas do pagamento de taxas para registro de novos contratos profissionais e transferência de jogadores. A ideia é gerar uma economia de R$ 1,3 milhão por mês a cada clube.

A medida inclui contratos definitivos, por empréstimo, renovação, prorrogação e até rescisão contratual, bem como transferências. Para que se tenha uma ideia, somente uma transferência do contrato de um atleta de um Estado para o outro pode custar até R$ 1.5 mil, fora os demais encargos.

Não há período determinado para a decisão. Para uma equipe como o Guarany de Sobral, por exemplo, que vai rescindir contratos com a maioria dos atletas, será economizado R$ 150 por rescisão. Times que vão se reforçar para as disputas do Campeonato Brasileiro - ainda sem previsão para iniciar - se beneficiarão ao não ter que pagar por novos contratos gerados, especialmente quando os novos contratados vierem de outros Estados.

A decisão da CBF foi tomada devido às consequências da parada do futebol brasileiro aos clubes por causa da pandemia de coronavírus.